Desde que o mundo é mundo é tudo uma grande bagunça

tumblr_mlq9bmlrds1s1kou9o1_500

Milo Manara e la Storia dell’Umanità

tumblr_mlq9bmlrds1s1kou9o2_500

tumblr_mlq9bmlrds1s1kou9o3_1280

tumblr_mlq9bmlrds1s1kou9o4_1280

tumblr_mlq9bmlrds1s1kou9o5_1280

tumblr_mlq9bmlrds1s1kou9o6_1280

tumblr_mlq9bmlrds1s1kou9o7_1280

tumblr_mlq9bmlrds1s1kou9o8_1280

  • Thiago

    Desde que o mundo é mundo é tudo uma grande *putaria

    Consertando.
    Milo Manara ídolo, essa série de ilustrações é de tirar o folego.

  • http://www.ideafixa.com/ Janara Lopes

    Consertando nada que quem manda aqui sou eu, hahahah.

  • Gabriela Bertuluci

    Não gostei… O sexo está retratado aí a partir do corpo feminino, que é desenhado sempre como magro, encaixado nos padrões de beleza atuais… Houveram épocas em que as mulheres consideradas bonitas eram as gordinhas, e isso não foi retratado. Faltou tbm o sexo homossexual que sempre existiu… Podemos ver mulheres mostrando suas bundas em duas das imagens, mas cadê os homens? Muito pobre esse trabalho.

    Ah, e estupro não é sexo, é violência tbm, então na segunda imagem por exemplo, só existe violência, não há sexo.

  • Paulinho Preto

    Desde que o mundo é mundo, meu caro! rsrs

  • http://www.instintodeler.blogspot.com.br/ Herick Martins Schaiblich

    Bem, bem, nunca foi, mas pelo menos tem sexo desde sempre, então dá pra manter.

  • Thiago

    HEIL JANARA, sua linda

  • Jorge

    Curioso: o lado ocidental é retratado com sangue e sexo, enquanto os orientais são nêutros. Parcialidade, a gente vê por aqui.

  • Thiago S. Carvalho

    muito bom

  • João Almeida Ressati

    Gosto mais de música do que de lasanha!

  • Carlos Silva

    Uma das melhores sínteses da história da humanidade que eu já vi.

  • Rodolfo Perissé Rocha

    Senhorita, esse trabalho é do Manara, artista que tem um histórico em quadrinhos bem coerente. É um trabalho com muito fetiche, é muito pessoal e crítico. Trabalha a individualidade e expressão de um artista e isso não pode ser amarrado por limites politicamente corretos.

    E estupro é sexo sim. Sem consentimento, violento, é crime, mas é sexo sim.

    E outra coisa, você já ouviu falar numa figura de linguagem chamada ironia? Capacidade de interpretação e crítica é muito importante na leitura de trabalhos artísticos.

    E manara não é nem um pouco pobre. Você pode não gostar dele, mas chamar de pobre mostra a sua total ignorância da extensão do artista. E normalmente quando falamos do que não sabemos, falamos merda.

    Manda um beijo pra FEMEN.

  • Helder Peres

    Dos tempos modernos para cá é mais violencia e menos amor.

  • Tonhão do Gás

    Aposto que é gorda.

  • Thiago

    Muito menos o trabalho do ilustrador…

  • Thiago

    Acho que você não entendeu o ponto da crítica do Manara.

  • http://www.ideafixa.com/ Janara Lopes

    Pelo menos você entendeu o espírito, hahaha.

  • Victor

    Apenas uma coisa Milo Manara, esse é o estilo de desenho dele, não há muito o que se fazer, fora o fato de o cara ter 68 anos e desenhar a mais de 50 anos praticamente….. essa é a forma dele de ver a evolução humana e retratar o sexo ao mesmo tempo

  • Yago Hettwer

    Algumas coisas me intrigam: É sem dúvida uma história de exaltação de riqueza em detrimento das expressões populares, uma vez que o pobre só aparece em situações de exploração e subjugação aos ricos. O sexo só se apresenta em relações heterossexuais, estando a mulher em posição de dominada comparada ao homem, sendo assim na história não exitem relatos de relações homossexuais? A mulher nunca adquiriu autonomia política, social ou sexual?

    Os desenhos são ótimos, contudo a história contada peca em muitos sentidos!

  • Pedro

    Conste-se que há sim uma representação do sexo homossexual. Aparentemente, um filósofo grego e seu pupilo, como era o costume da época.

  • Rodolfo Perissé Rocha

    Cara, é a representação de um artista com um trabalho bem específico… Dá uma olhada na resposta que dei à Gabriela Bertuluci.
    Abraços!

  • Yago Hettwer

    As relações homossexuais na história não se resumem às relações dos filósofos com seus pupilos!

  • Flávio

    Me desculpem a ad hominem, mas,
    Muito pobre esta seu raciocinio.

  • Pedro

    Nunca disse que o fossem. Apenas citei que há UMA representação do ato, em razão de ter visto vários comentários afirmando não haver.

    Ilustrei a cena desta forma simplista (filósofo-pupilo) apenas para melhor identificação da imagem de acordo com generalizações comuns.
    Ademais, creio que a obra em apreço não busca acuidade histórica e me reservo no direito de apreciá-la apenas pelo seu caráter artístico.
    Por fim, diante da minha ignorância no que tange às qualidades artísticas da obra, entendo que a mensagem que se pretende passar é a de que o sexo e a violência permeiam todas as relações de poder da humanidade desde os seus primórdios.

  • http://twitter.com/apenasrenato Renato

    Incrível como feministas sempre acham que TUDO é machismo.

  • Caroline Garcia

    Sugiro que assista “A Guerra do Fogo”. Sem mais.

  • Samuel Rusche

    Então galera…… A história não esta do seu agrado??? Borá aprender a desenhar???? Ou escrever?

  • Romulus

    Sensacional. Só senti falta do homossexualismo.

  • Dian de Paula.

    Pensei o mesmo!

  • Iris Cadê Amarildo Rodrigues

    Desculpa a critica, mas é impressão minha ou a mulher só serviu, ao seu ver como objeto sexual, paternidade e ser conquistada?

  • Ronaldo Gomes

    vejo que ela retratou de fato oque ocorreu, pelo semblante da arte vi também várias mulheres modestas e outras do lado de grandes líderes, acho que infelizmente você se preocupou em olhar para um lado. Foi espetacular oque ela fez.

  • Habyb Salomão Lacerda

    E o homem como objeto nas guerras né?

  • http://www.ideafixa.com/ Janara Lopes

    Imagina o Manara considerando o sistema de cotas pra fazer a História da Humanidade. “Putz, tem que colocar uma mina mais gordinha – mesmo que isso não tenha nada a ver com meu estilo”, ou “Nossa, faltam gays, vai pegar mal”, ou ainda “Não tem negros o suficiente!”. Tipo na hora de escolher gente pra campanha publicitária ou integrante de boyband.

    Cara, vocês estão estragando tudo. Viraram burocratas irracionais. Tem uma verdade válida e nem param mais pra pensar sobre o que estão falando.

    Eu fico é triste.

  • Andre Das Neves

    Ai vc esta pensando errado, não sou homossexual, mas a história do homossexualismo é algo tão machista, que chega a ser estranho, pois não somente os grandes homens (conquistadores), seja na Grécia antiga ou no Império Romano, os homens em sua grande maioria eram encorajados a amar um homem, não pelo fato de ser uma sociedade homossexualizada, pois quem não queria não ficava com homem, era algo normal ao ver dessas sociedades, pois primeiro (desculpe mulheres, mas infelizmente é a história) que a mulher era vista apenas como forma de procriação, já outra explicação história eh também advinda do fato que nessas sociedades, tendo em vista o primeiro aspecto, o homem só encontrava o verdadeiro amor em outro homem, não é algo defasado como é hj, mas sim o amor verdadeiro, aquele amor e companheirismo q te levará até o fim da vida, foi assim em Athenas, Esparta, até o Império Romano. Somente depois que Roma adotou o Cristianismo como religião, é que essa prática fora adotada como algo “PECAMINOSO”. Volto a Dizer, não sou homossexual, não odeio homossexual, pelo contrário acho q cada um tem que ser feliz como quer e como deseja ser e por fim mulheres me perdoem se minha explicação foi machista, não sou também, apenas estou explicando aquilo que advém da história. Obrigado!

  • luisa

    Jose, você está equivocado…que nem Diego disse, homossexuais existem desde o início do história da humanidade, como por exemplo, durante a Antiguidade. Claro, foi totalmente reprimido, mas a arte clássica grega faz altas indiretas a relações homo afetivas. O nome “lésbica” vem da ilha grega Lesbos, antigamente conhecida por sua enorme comunidade de mulheres gays! “Demônios e destruidores de familias” são pequenos indivíduos tomados pela ignorância e intolerância, que nem você.

  • luisa

    Cara, pensei o mesmo, mas do que eu vejo, ele/ela talvez quis fazer uma crítica à história da humanidade, cheia de guerra, violência, opressão, seja ela sexual e/ou cultural…Também, reparou que todos os homens demonstrados na obra estão com algum tipo de arma ou matando outro cara? Penso que o/a artista fez questão de retratar o homem como objeto de guerra e a mulher, infelizmente, como objeto de sexo.

  • luisa

    Incrível como maioria dos elementos da nossa cultura é machista, pois o sistema social EM SI é machista. Já ouviu falar da sociedade patriarcal? pois é.

  • luisa

    Cara, é muito fácil você dizer isso e outros concordarem com você. Você é homem. Pelo visto, branco também. Isso te ajudará muito na vida. Existem algumas situações, conflitos e discriminações que você jamais experienciará na vida. Portanto, faz sentido você não entender por quê as feministas “sempre acham que TUDO é machismo”. Moramos numa sociedade machista, fato. Então é *óbvio* que muita merda que acontece no mundo e entre nós é relacionado à misoginia.

  • Bonado

    Pra mim, é um elogio ser machista e cada vez mais machista. Mulher e viado adora macho mesmo, num é? Eu sou o centro da vida de vcs. Feminista e gayzista é que não é centro das atenções e da libido de ninguém.

    Tá precisando estudar mais e parar de acreditar nessas fábulas do Foucault (História da Sexualidade) diluída no noticiário e agenda LGBT que tu se apoia EM SENSO COMUM pra dizer merdas do tipo.

    Pergunta: se na Grécia e Roma fosse existisse encorajamento a homo, porque os deuses deles são todos heteros? Responda-me. Pense um pouco e pare de repetir idiotices da mídia do jean wyllys.

    http://roberto-cavalcanti.blogspot.com.br/2007/05/o-mito-do-homossexualismo-na-grcia.html
    A única coisa permitida lá era a pederastia, pq eles eram tão burros que achavam que penetrar os jovens era uma forma de educá-los. Mas quando ficavam de maior, eram obrigados a casar com mulheres, pq isso era o padrão. Mas, não! Vc é monga e repete essa historinha como se até a grécia e roma fossem mais inteligentes que nós, hoje em dia. Tlz, os pensadores, sim. Mas a população … acho que vc caiu no caô do Foucault … hehe

    Faltou estudo pra vc e bom senso.
    Fica falando merda de mundo matriarcal (anti-machista) e fala uma burrice de encorajamento que não condiz nem com o olimpo grego e romano. Se era incentivado ou lícito, porque não existem deuses homossexuais e sempre heterossexuais? Ora, mas os deuses lá não eram exatamente iguais aos indivíduos? Cadê os deuses homossexuais do olimpo grego e romano validando essa prática?

  • Bonado

    Mulheres de verdade construíram o mundo dando apoio a esses soldados e aos filhos deles fazendo com que eles fossem educados pra guerra, conquistar e construir. Tlz, a sua visão misândrica e feminista te cegue pra isso, ao considerar a dona de casa ou a esposa como um zero à esquerda. No seu olhar, somente a feminista-abortista-lésbica-carreirista é que é mulher de verdade. A própria Joanna D’arc não é considerada pelo feminismo atual só porque ela era religiosa, sendo o protocolo do feminismo hoje todo voltado pra mulheres agnósticas e ateístas. Não conseguem admitir a religiosa, esposa, mãe e dona de casa como mulheres honradas.
    Não está faltando nada no desenho. Vc é que não consegue enxergar fora dos parâmetros feministas do carreirismo, abortismo, lesbianismo. Só isso.

  • Gabriela

    Na Grécia antiga gay até que era algo normal, mulher servia para procriar, mas os desejos masculinos existiam. Tanto que você procurar, o deus Apolo fazia sexo com ambos dos sexos( alias, outros deuses também). Na idade média o casamento era apenas um “contrato” e que servia para ter filhos, era comum ver maridos “dormindo” com outras e até outros. A homossexualidade já existia faz tempo, mas só agora ela é mostrada, porque hoje em dia a “liberdade”, de certa forma, é maior. Porque realmente, padres pedófilos ou o estrupo não é nem um pouco “safadeza total dos demônios e destruidores de famílias”. Ao menos, atualmente a maioria dos gays tem um relacionamento para então fazerem sexo e não apenas por um desejo estupido sexual. Biologicamente deveria ser assim( M-F), mas muitas coisas biológicas são falhas, como a explicação do amor e do ódio. Sei lá cara, pesquise mais um pouco para criar argumentos mais consistentes. E se você parar para pensar, nós aceitamos diversos sensos comuns sem se questionar o por quê. Isso não é de certa forma uma alienação?

  • Roberto Lopes

    bonado, “marxista cultural” é toda a educação formal brasileira, eu me revolto contra isso, o velho papo de “comunidade”, “minoria excluída” e “luta por igualdade”… essa concepção já encheu o saco!

  • Roberto Lopes

    cara os gregos não eram ‘gays’ porque simplesmente esse conceito que nós temos das culturas helênicas é uma projeção da nossa época.

  • Anna

    Essa “arte” faz apologia ao estupro. Não é crítica à história do mundo. Simples assim. A postura e expressão corporal de cada personagem deixa bem claro isso. O homem pré histórico é retratado quase como um primata, a mulher pré histórica é praticamente uma pin up moderna.

    Sempre se vê em arte erótica um homem bruto peludão dominador e uma ninfazinha sem pêlos, em poses de inocência e disponibilidade. E é aí que está o problema, essa arte perpetuando a idéia de que homem pode ser bruto e tem que manter a sensação de poder e mulher está sempre disponível e servil, mesmo com violência.

    Se tem uma coisa que não está em falta é violência contra mulher, e esse tipo de “arte” é só o reflexo do pensamento machista opressor, onde há glamourização e justificação da violência. Se fosse uma crítica à história, as mulheres estariam espancadas, oprimidas, assustadas. Esse trabalho é voltado para o erótico, ou seja, é para você se masturbar pensando: “eu sou o foda, dominador, vem ni mim gata assíria”.

    E novamente, como é “arte erótica”, não tem porque ter homossexualismo. “Macho” nenhum compraria essa “arte” se no meio tivessem desenhos homossexuais. Povo se esquece que certos “artistas” não têm só a estética e conceito em mente, tem a questão financeira do negócio. É muita alienação ou idealização da arte achar que artista só tem em mente passar uma mensagem. Não, tem que vender.

  • Jé Moreira

    Faltou MUITA coisa nesse raciocínio; achei bem machista sim e pobre
    de quem acha que nós mulheres somos feministas com tudo; durante vários séculos as mulheres estiveram relegadas ao
    ambiente doméstico e subalternas ao poder das figuras do pai e do marido.
    Quando chegavam a se expor ao público, o faziam acompanhadas e geralmente se
    dirigiam para o interior das igrejas. A limitação do ir e do vir era a mais
    clara manifestação do lugar ocupado pelo feminino.
    A pressão sobre as mulheres é muito maior. Se foca na carreira, é carreirista, se quer ser mãe, é dondoca. Se busca o equilíbrio, os dois lados censuram. Uma mulher com 30 anos
    sem filhos é vista com comiseração. Um homem acha que ainda está amadurecendo… Façam-me o favor, não precisa nem conjeturar muito pra ver o quanto mulher é guerreira; mas, porém e, entretanto infelizmente condiz com a realidade.

  • Felipe Roccondil Assis

    É impressão minha, ou tem muita feminista radical que está confundindo obra de arte com realidade? O que influencia o quê? É a Arte que influência na realidade a ou realidade influência na arte? Quem mais influência o outro?

  • Joubert Barbosa

    Podem acreditar. Compartilhei essas imagens em meu perfil do “feice” e um patrulheiro da liberdade me condenou. Disse que o Senhor Jesus não gostou muito. http://goo.gl/Ky51xD :P

  • Kleber C. Alexi

    Show de bola, interessante… Vale da uma olhada e refletir, além de admirar a arte bem feita!

  • Leo

    Luisa. Sou Homem de pele negra e nunca me senti inferior a alguém na vida e por conta disso nunca passei por “situações”

    Creio que você ser bem sucedido ou aceito tem mais haver com sua capacidade do que com o fato de você ser homem, mulher, branco ou preto.
    Temos vários exemplos de mulheres e negros que se tornaram referencia no mundo e se você prestar atenção a sua volta, vai notar, que existe sim, mulheres ocupando cargos importantes em varias empresas e que o machismo da sociedade tem diminuido, e muito.

    e concordo absolutamente com o Renato, vocês, feministas assim como a comunidade Homo. vão sempre achar um ponto para se colocar contra.

    Na minha concepção o artista ilustrou muito bem o a evolução relacionando Homem, mulher, Poder e Sexo.

  • Jailton

    Quanto mimimi hein garota. O mundo não é de mil maravilhas, mas pode ter certeza que pra você que é mulher, branca, de classe média e que mora no ocidente, a vida é um parque de diversões, se comparada com o resto da população desse planeta.
    Largue esse seu marxismo barato e acorde pra vida.

  • Weuller Faria

    No meu perfil foi parecido. Uma feminista que se recusa à dar conta da louça acumulada, se revoltou por que tinha cenas de estupro na imagem.

  • Clau Mara

    Issaê

  • Clau Mara

    “mimimi” é uma expressão que quando usada em um vocabulário masculino consegue ser ainda mais blasé e dispensável. Fundamentar está muitíssimo à frente que o ataque a opinião alheia. Ah, a evolução da comunicação social.. (((por fora)))

  • sarah hounsell

    De fato a obra em si tem um lado crítico muito forte. E está, ao meu ver, tocando na questão da sexualidade feminina sim (TAMBÉM), mas acredito que justamente neste sentido de critica aos padrões da mulher “objeto-sexual e objeto-doméstico”, e não penso que seja em função de concordar com isso. Ele retrata bem e tem meu aplauso pela critica e por gerar a “polêmica”.

  • Bianca Viegas

    Não é porque é gay ou lésbica que vira “safadeza ou sexo” tem muito hétero por aí mt pior, sou lésbica, sou religiosa, eu AMO, assim como uma pessoa hétero, não tenho um amor pelo sexo, desejo sexual se encaixa em ambas as orientações, não coloco nenhum rótulo em ninguém pela sua sexualidade e acho muita ignorância quem pensa assim.

  • http://www.leonardoavila.net/ Leonardo Avila

    Boa!

  • Marcelo Pessoa

    MUITO BOM ! MAS SE FOSSE EXPLORAR O LADO HOMOSSEXUAL, TERÍAMOS UMAS TRES OU MAIS GRAVURAS,HAHAHAHAH! O RAPAZ QUE Ñ SEI EM QUE PLANETA MORA, Jose Frade Vasconcelos! FALOU SÓ ASNEIRAS PRECONCEITUOSAS, GENTE ESTAMOS EM 2014 PRATICAMENTE E AINDA HÁ ESSE TIPO ALIENADO AÍ! SOCORRO!!!!!! VAIS LÊR E TE ANTENAR MANÉ!!!!

  • Diego Lobeu

    A diferença na história está no homem ser o bárbaro disposto a luta e a morte e a mulher está disposta a sobreviver a qualquer custo. A mulher se colocou na posição de submissa, quando uma é valente o suficiente para mudar sua história, as outras a atrasam rotulando de “mulher macho”.

  • Phernando Valverdhe

    Só tem mulher branca e depilada nessa história?

  • Gian Alfredo

    Desculpe Jailton, não sou marxista e obviamente não sou mulher, mas ainda assim existe sim machismo na nossa sociedade e no caso desta imagem eu discordo que seria “pró-machista(mo)” pois demonstra mais como a incivilidade e a falta de urbanidade pode nos fazer monstros, assassinos e estupradores. Agora, em questão de “verborragia não te faz ter razão, vai no máximo provocar falsa satisfação em algum complexo de superioridade” foi oque fez quando disse “Quanto mimimi hein garota. O mundo não é de mil maravilhas, mas pode ter certeza que pra você que é mulher, branca, de classe média e que mora no ocidente, a vida é um parque de diversões se comparada com o resto da população desse planeta.Largue esse seu marxismo barato e acorde pra vida.”.

  • Emma Royd

    Mas ele não está totalmente errado no raciocinio e vou além, é muito bonito no mundo das ideias mulheres dizendo o “mundo é machista”, “somos tratadas como objeto sexual” mas na prática quando é conveniente adivinha quais artificios se utilizam pra alcançar seus objetivos? Quer respeito? Deixem de hipocrisia e se imponham ser militante na internet é fácil, quero ver na vida no dia a dia.

  • Jailton

    Qual a necessidade de reproduzir ipsis litteris o que eu disse?
    Vá entender o que se passa na cabeça dessa gente… Você poderia tentar refutar o que eu disse, mas como faria isso se fez questão de não entender, não é mesmo? Assim como está longe de identificar o que é uma verborragia.
    Vou facilitar as coisas pra você, embora não devesse já que está muito claro: o que eu disse é que o feminismo é baseado no vitimismo (famoso “mimimi”, choradeira, reclamação de gente que tem problemas rasos comparado com as agruras do resto do mundo). É formado por um grupo que na verdade faz parte da classe mais privilegiada da nossa sociedade (“mulheres brancas de classe média e que moram no ocidente”).
    Mais claro que isso, agora, é impossível. Ou vou precisar pedir para o artista desenhar uma versão ilustrada pra vocês?

  • Marcela

    e quando aparece um homem disposto a ser verdadeiramente HOMEM, mostrando seus sentimentos e se pondo em igualdade com as mulheres, é chamado de “viado”!

  • John Paul

    O Gabbie! Eu concordo contigo e também reconheço um talento nos quadrinhos em questão. Vejo pragmatismo na sua analogia, não obstante, o “gestalt” (Percepção) é salientado na obra também. “A beleza esta nos olhos de quem vê” dizem.

  • John Paul

    Mr. Bonado! A sua observação é sensacional. Só não posso concorda com a forma com que apresenta a sua opinião. Grandes observadores como você merecem destaque, entretanto, quando a sua opinião é acompanhada “autobajulação” superlativo, a riqueza de uma reflexão se perde na impeto ou arrogância da razão. (Isso é apenas a minha opinião é claro..haha)

  • thatiany olivo

    só faltou a violencia virtual.

  • Sâmmily Tatiere

    Esse é o que observou com atenção…

  • Ewellyn Araujo

    Matou a pau com o seu comentário, eu já fui rotulada de “Mulher macho” ou “Macho fêmea” e sei bem como é isso.

  • Murillo Marques

    dando dislike em todos os comentários feministas

  • Miguel Albino

    Imagens se focam na Europa? Índios norte-americanos, soldados da guerra da secessão, samurais, gueixas, povos pré-colombianos, guerreiros africanos, cowboys do velho oeste, sultões, esquimós, astronauta… Tá serto!

  • Raquel Ortiz

    Esqueçam o politicamente correto e olhem apenas para a arte…Milo Manara. Um gênio dos quadrinhos!!

  • Ben Bianchi

    Escrever não sabe, mas ser preconceituoso sabe muito bem!

  • ZéAlguem

    Cara tu se diz ser um americano com consciência, primeiramente aprenda a conjugar os verbos, e depois de ter feito isso repense nas suas palavras chulas.

  • Mi Furtado

    ..A questão é…. o discurso que tudo isso representa…A visão dele é extremamente machista ..mas ….esse é o retrato da realidade…não dá pra maquiar nada…a intenção do artista é provocar mesmo…não interessa o que vão achar….taí a sacada …amei o trabalho….

  • Daniel_Fava

    O mundo como ele foi, é e vai ser…Lindo trabalho!

  • Andrew Santos

    São do fodástico desenhista Milo Manara.

  • Luan Coimbra

    VAI TOMAR NO SEU CU SEU MERDA PENSAMENTO CARTESIANO NEWTONIANO VAI ESTUDAR COMPLEXIDADE, FISICA QUANTICA FILDHSAB DA PTUA

  • Lindinalva Ramalho

    Cada pessoa tenta expressar/interpretar a sua percepção das imagens. É fácil identificarmos os valores, conceitos e pré-conceitos vomitados, exalados, camuflados, sufocados… Essas diversidades representam a tão sonhada, obscura e confusa, liberdade do Ser e do viver.

  • Glauber Silva

    Concordo contigo. Pessoal está numa overdose de politicamente correto que nem para interpretar o instinto animal, algo que nós somos e não dá pra negar, as pessoas conseguem.

  • Glauber Silva

    Parabéns, sua resposta foi a mais sensata. A arte só expôs algo que o artista viu em nossa sociedade. Dito isso acho equivocado tachar o artista de machista.

  • Marina Araújo

    você que deve aprender se expressar melhor.. foi um pensamento cartesiano newtoniano, SIM

  • Lucas Rey

    Sou esquerdista, mas concordo com você. Há muito mimimi aí. Só não acho que mimimi tem a ver com ser esquerdista ou não.

  • Paulo B.

    Essa parte ficou para alguns que aqui vieram, “desenhar” no mural de comentários ;D

  • Danilo Brandão

    Só eu vi o grego com cara de Sócrates trocando carícias com um menino no sexto quadro?

  • Pingback: IdeaFixa » Os 15 posts mais lidos de 2013()

  • Juliano Bonturi

    As disputas, brigas, ambiçoes, vaidades, a busca pelo poder e ostentação do luxo, são frutos da necessidade primitiva de se atrair a atenção do sexo oposto ou objeto de desejo para perpetuar a especie.

  • Jessy Sousa

    Genial, Milo. Quanto moralismo, gente! É incrível como as imagens de sexo chocam ou chamam mais atenção da grande maioria do que as imagens de gerra.

  • allan augusto da slva Último

    Eu acho que ao passar dos séculos , mulheres só servem para o sexo, ao inves de tentar alguma coisa , preferem o Sexo e buscam vaidades,ambições,etc…
    Quem ia caçar para dar sustento para ela ”Caso não tenha filhos”?
    Quem fez a primeira guerra mundial e a segunda?
    Quem lutou por direitos dos trabalhadores ,por melhores condições de trabalho? Quem fez revolução francesa,inglesa,angolana,africana,de plutão?
    Quem criou a primeira maquina a vapor,depois a carvão e agora a eletrica?
    Qual foi o primeiro sexo a criar uma nave espacial que foi para a lua?.
    Quem criou o primeiro satélite?
    Quem criou o computador ,internet,enfiou um computador dentro de um celular?
    Quem descobriu a teoria da relatividade,nuclear,lei da gravidade,os maiores poetas do mundo,os maiores filosofos e sociologos… Enfim as pessoas mais inteligentes do Planeta que ainda estão vivos ou ja morreram e deixaram seu nome na História? Eisten,Muller,Galileu,Mendel,Grande Newton,Edgar Allan Poe “Meu escritor preferindo e um dos maiores se não o maior escritor da Humanidade.
    Agora me fala uma mulher que marcou a história como essas pessoas? Digo MARCOU… Não venha me escrever nome de Mulher que escreveu um texto incrivél e blá blá blá.Pelo menos que ela seje comparada com Machado de Assis ,Edgar…

    Então escrevo o seguinte? Mulher tem que ter respeito pelo homem , se não fosse nós ,vocês estariam na idade média ainda… Tem que parar de tentar ter liberdade na qual vocês tentam invadir o espaço pelo qual o unico Ser no mundo é capaz de controlar é nós. Feminismo ” Criado por mulheres mal comidas , que adoram Sexo e não conseguem um companheiro para isso.”Ou são Ninfomaniacas ai ninguem consegue rsrs.Não tenho nada contra a mulher , só contra as que acham que os Homens não prestam e não servem para nada em nossa sociedade ,e que mulheres devem dominar o mundo ” Pensamento Feminista,feminazi as que mostram os peitos entre outras” , pois tudo o que elas tem foi criado por algum homem.

  • Rafael

    Isso mostra claramente, oque a mulher representa, e é na historia da humanidade.

  • Brn

    sua mãe te rejeitou quando vc era criança?

  • Alessandro Arantes

    2 palavras pra vc, meu caro: MARIE CURIE.

    Seu escroto. Mulheres só estiveram relegadas a isso ao longo da história pq OS HOMENS as reprimiam. Mulheres nunca tiveram liberdade, eram tratadas como escravas até a metade do século 20. É por isso, e SÓ POR ISSO, que as mulheres estão ausentes da história como vc fala. E mesmo assim, ainda tivemos algumas poucas heroínas que conseguiram contribuir pra humanidade mesmo com O MUNDO INTEIRO lutando contra elas.

  • Allan Augusto

    Seu bosta … Só escrevo o seguinte : Interprete a charge acima e tera sua resposta , em tudo o que se revolucionou em nosso mundo ,o que as mulheres fizeram? Ao inves de tentar as coisas a base do sexo…
    Vc e um mangina daqueles que dependem de uma buceta para se sentir feliz !!!
    Leia um livro de uma mulher das 5 que eu respeito: Esther Vilar combina perfeito pra vc manginao ” nome do livro ” O homem domado.

  • Allan Augusto

    E sinto muito … Nao conheco essa mulher ,ela nao marcou a historia nos ao menos estudamos ela… Eu pelo menos nao estudei ela se quer no ensino medio e fundamental . Sinto muito de-me outro nome

  • Fernanda Corleone

    oi, eu concordo com vc em algumas coisas, mas eu acho que n é pq os homens fizeram tudo que devemos submissão a eles. respeito, isso se compreende mas se vc perceber alguns caras deixam isso subir a cabeça então se tornam machistas. não sou a favor do feminismo por ser igual ao machismo (idiotice) mas eu acho que tem coisas que se descobre depois de muitos e muitos anos de vivencia na humanidade, a mulher pode não ter seu nome na história pq dsd o inicio mulher não podia estudar e essas coisas então o homem descobriu primeiro, se a mulher tivesse a chance como os homens tiveram eu tenho certeza que as coisas seriam diferente.

  • Carlos Prado

    Na verdade isto de que mulher não trabalhava é lenda moderna. Antes quando tudo era mais escasso e a diferença entre pobre e rico era que um não comia e o outro comia mal, porém com poder de confiscar o dos outros, como que uma mulher escolheria ficar em casa esperando brotar algo para comer ou pelo menos algo para fazer? Não trabalhar foi um beneficio que mulheres das classes mais altas receberam. Tanto que muito se fala nas aulas de história que as mulheres e as crianças foram a principal força das revoluções industriais. Depois as mesmas estiveram em vários períodos de guerra sustentando a nação. Desde Esparta, onde as mulheres administravam toda a cidade enquanto os homens estavam em campos de batalha, até as grandes guerras mundiais. De certa forma deve-se reconhecer que as mulheres tem limitações que o homem não tem, assim como o homem também tem suas limitações particulares. Não lutemos por igualdade entre indivíduos, pois cada individuo é um individuo. Ser homem, mulher, criança, brasileiro, romeno, músico, operário é apenas parte do que me define, mas não sou um classe nem pertenço a uma. São características que podem ser abstraídas para se especular uma classe que me pertencem, e não eu a elas. Igualdade perante a lei e a justiça e nada mais, que cada um faça o que bem entende sem agredir ao outro.
    Realmente o pensamento dessas feministas é de doer. Parece que para ser uma tem que primeiro se abster de toda a realidade. Depois tem que saber o menos possível de história, e se souber algo esquecer rapidamente. Crer em toda estatística irreal de que as feministas estejam certas e que mulheres sejam vitimas, depois desacreditar em toda amostra de que métodos são melhores e o que eles revelam. E antes de tudo, professar que merecem se vingar em nomes de mulheres que morreram a tanto tempo e estavam pouco ligando para estas de hoje e que nada tinham a ver uma com a outra, a não ser o fato de terem nascido mulheres. Há tantas mulheres que se dizem antifeministas e as feministas tentam calá-las dizendo que em outros tempos elas seriam caladas. E impressionante que fora do feminismo muitas mulheres trabalhavam, estudavam, votavam e escreviam. Claro que em números absolutos menores que os homens, porém deve-se lembrar que praticamente nenhum homem teve tais benefícios também. Os pouquíssimos que tiveram podiam compartilhar os louros com suas esposas.

  • http://bitunico.wordpress.com/ Gustavo Brito

    Você está se baseando em que para fundamentar tal pensamento? Em seu baixo nível de conhecimento?
    Quer outro nome? Ada Lovelace, filha do Lord Byron, é considerada a primeira programadora da história e não é só isso, ela também era matemática e foi a primeira pessoa a escrever un algoritmo para a máquina Charles Babbage. Um pouco de pesquisa não faz mal a ninguem.

  • Viajante Sandro

    Muito ilustrativo. Realmente demonstra diversos padrões de comportamento. Com pitadas de sexo e erotismo em tudo. Essencialmente falando, tudo gira em torno de interesses sexuais e poder?

  • Shah Aguiar
  • Brn

    frustração sexual acumulada então…?
    to tentando achar um motivo pra tanta misoginia e machismo

  • allan augusto da slva Último

    Não, nenhuma frustação sexual.
    Misoginia e machismo?

    Não entendi o que você queria escrever.

    A misoginia é por vezes confundida com o machismo e com o androcentrismo, mas enquanto que a primeira se baseia no ódio ” Que não mostrei nenhum ódio em questão do sexo feminino, até por que se você ler o texto lá em cima , verá que está escrito : Não sou contra a mulher , até apoio elas”, O segundo fundamenta-se numa crença na inferioridade da mulher e o último na desconsideração das experiências femininas em favor do ponto de vista masculino ” É por que em pleno século 21, 95% das mulheres tentam conseguir as coisas fazendo SEXO. MR Catra é um exemplo claro, 4 Esposas e varias amantes. Fazer o que se elas querem fama e dinheiro … Sinto pena dessas mulheres “.

    Corrija seus argumentos, e tente expressá-los de forma clara e plausível , para que eu tenha uma opinião mais coerente com a sua. Por que da forma que você escreveu, foi feita de uma forma burra..

  • allan augusto da slva Último

    Eu acabo me perguntando : Se alguma parte do texto que escrevi você entendeu.

    Quer que eu faça de uma forma mais Burra pra você entender?

  • allan augusto da slva Último

    Ui … Sabe chingar.

    Sabe. Deixa eu escrever uma coisa.

    O homem e a mulher são seres totalmente diferentes, física e psicologicamente; o homem age com a lógica, com a razão e a mulher com a emoção, mas isso não significa que a mulher seja menos inteligente do que o homem; apenas pensam e agem diferente. O homem é um ser emocional tanto quanto a mulher, mas, na maioria das vezes, é a razão que controla suas atitudes. A mulher é um ser racional tanto quanto o homem, mas quase sempre age controlada pela emoção.

    Julgo que você não mereça minha atenção , pois usou a sua emoção para expressar o que sente em relação ao que escrevi, não vou perder meu tempo com uma possivel Feminazi , sinto muito discuta sozinho.

    Quando conseguir controlar suas emoçoes , nós , talvez voltamos a discutir. Mais até lá… Saia da sua fantasia , se outras mulheres conseguiram fazer um Marco na História , por quê as outras não?

    Será que é por que ELAS perdiam o tempo transando com Senhores Feudais, Reis, Burguesia ” Donos de bancos ” , empresários E HOJE O MR CATRA? A esqueçi , sua ” Babaca escrota”.

    Leia o comentário abaixo / e aprenda um pouco mais do nosso amigo CARLOS PRADO.

  • allan augusto da slva Último

    Meu Deus do céu… AONDE EU FIZ UM COMENTÀRIO MACHISTA???????? Todas as mulheres falam que fui machista e nenhum homem falou o mesmo. POR QUE MEU DEUS????

    Para de se senti pena de voce mulher, aja como uma, nós não somos melhores que voces e o mesmo vale para todas as mulheres.
    Se teve mulheres que marcaram a História é por que elas não passaram seu tempo transando com Homens importantes , afim de ter algo em sua vida.

    Só não perca tempo transando com o MR catra igual suas amigas , afinal ele tem 4 esposas e centenas de amantes. Espero que voce não seja uma delas.

    Vá estudar!!!

    Melhor : Leia o comentário um pouco acima, e aprenda um pouco mais do nosso amigo CARLOS PRADO.

  • Suellen Moreira

    Na charge acima mostra que as mulheres passaram séculos fazendo sexo enquanto homens passaram séculos fazendo guerra.

    Se é certo julgar toda a história da humanidade pela charge então prefiro ser mulher.

    Quanto ao fato de minhas tataravós terem sido analfabetas porque simplesmente mulher não precisava estudar e a sociedade impunha a elas o papel de ser boa progenitora e só, eu não vou comentar pq é algo tão óbvio que você deveria saber… E isso se aplica ao comentário do Carlos que diz que mulheres trabalhavam e sim, trabalhavam como Lavadeiras, cozinheiras… E as únicas conseguiam se expressar tinham que fazer por pseudonimos de homens…

    No mais sugiro que se informe melhor de mulheres importantes: Joana d’arc, Tatcher, Cora coralina, Madre Tereza, Virginia woolf, Marie Curie, Frida karlo, Tarcila do Amaral etc…
    Nisso se inclui sua mãe e a mãe de todos esses caras ai que você disse.

    Sim,meu caro, vc e todos esses nasceram de uma foda que elas deram.

    Ainda bem que as mulheres fazem Sexo!

  • Priscila Fernandes

    Cara teu machismo me enoja. Aliás, o mundo todo sempre foi machista, mas discordo em tudo, as mulheres, PRA COMEÇAR, é que concebem TODOS os seres humanos (SIM, vc foi concebido/nasceu de uma vagina, morra com isso.)
    Segundo, você deveria agradecer a Princesa Isabel porque hoje você não está numa senzala ao invés de estar escrevendo MERDA MACHISTA.
    Terceiro, você já parou pra pensar que muitas dessas mulheres nunca tiveram a oportunidade de dizer não para o sexo? Muitas foram violentadas, obrigadas a ser casarem com porcos machistas (te parece familiar?)
    As mulheres, mesmo que não tenham tido a patente dessas grandes invenções, tiveram influência, como mães, esposas, irmãs e filhas – Mesmo que historicamente impedidas até de andar de calça, de saia, de mostrar o rosto, de aparecer em público..
    Sempre fomos notáveis. (Já ouviu falar da Rainha Vitória, Joana D’Arc, Anita Garibaldi, Rainha Elisabeth, Marie S. Curie?)..
    Claro que nossos nomes não estariam gravados nas suas memórias, porque o
    alto escalão (e os pobretões como você) acham inadmissível para uma
    mulher ocupar altos cargos (mesmo depois de ganhar 2x o Nobel – como Mme
    Curie) e mandar em todos eles.
    Já na atualidade, bem.. Somos a maioria trabalhando, estudando, produzindo..
    Não precisamos de comentários machistas e negatividade, mas talvez, de uma oportunidade..
    Espero ter respondido a altura, mesmo sabendo que teu comentário foi uma forma desesperada de sair do armário .

    Obs.: SEJE? Você já procurou essa palavra no dicionário? Nem tente, pois ela não existe.

  • allan augusto da slva Último

    Mulher concebe todos os seres humanos ? Cria um feto dentro de voce sem a ajuda de um homem sua escrota babaca , precisa de ambas partes para a procriação de uma nova vida.

    Sabe… Que texto inutil voce escreveu , não sente vergonha de escrever um texto desse tamanho voltado ao mesmo assunto? Ah não , esqueçi feminazis não todas iguais. Cretinas,infelizes com falta de rola e sexo, por que rola vc da um jeito , vai no Sex Shop…. Agora uma presença masculina pra te da uns tapinha na bunda da aquela pegada não tem. Ai se revolta com os homens até acha um e fica chupando o pinto dele todos os dias.

    Sua criança retardada não leu a parte que escrevi : Salvo algumas exceções de mulheres que compõem os 3% ou 4% que usaram o cerebro para marcar a história << Ou melhor : Seje puta.

  • allan augusto da slva Último

    Sim… Claro meu parceiro Roben.
    Antigamente elas mal podiam ir para a escolas.
    ..
    Será … Na charge acima mostra que mulheres ao passar dos seculos, passaram os anos fazendo Sexo, em toda nossa história mulheres só são vistas como seres de reprodução sexual, e isso não mudou até hoje.
    O que vemos as mulheres fazendo em pleno seculo 21 ?
    Casando com velhos ricos e magnatas,
    Fazendo sexo com esse velhos.
    Mulheres mostrando os peitos pro Neymar e querendo fazer sexo com ele ” Vi uma mulher que escreveu em um cartaz o seguinte : Neymar transa comigo”.
    Um dono de uns dos maiores quarteis de drogas do mundo foi preso não me lembro o nome , vi centenas de mulheres que escreveram para ele fazer Sexo com elas.

    Será mesmo que mulher não tem espaço para deixar seu nome na História ? Espaço vocês tem , mais poucas a utilizam para marcar seu nome na História. E o resto? Bom… O resto só quer Fama,fortuna e sexo.

    E o Homem? Bom… O Homem corre atraz das coisas, por que não é com Sexo que ele irá conseguir uma vida prospera. Me diz um Homem que fez sexo com uma atriz e ficou conheçido? “Salvo exceções” .

    Agora mulher? Direto vemos mais e mais mulheres que transaram pra conseguir alguma coisa. Aquela do Justin Bieber e o que eu mais gosto de transmitir. “Gustavo Lima transa com 5 mulheres por dia , me diz: Fazem isso por amor ou por Doença?
    Me diz Roben : Algo de errado né? Por que elas não estudam ao invés de dar pra todo famoso,magnata e com empresários bem sucedidos ?

    Ridiculo seu ponto de vista … Ignorancia é tua babaca escroto. Capacho de mulher , deve ser aqueles que trabalham e dão o salario inteiro para a mulher e depois fica mendigando 5 reais.

  • Priscila Fernandes

    Não serei puta, como a senhora sua mãe. Seje não existe , e não há dicionário que defina essa idiotice. Em relação aos outros argumentos, a partir do momento que você usou baixo calão, dispenso responder. Vai estudar, você só está aqui pra chamar atenção. Pegue sua esposa Iago e vá transar, talvez isso faça bem ao teu cérebro.
    Beijos.

  • Priscila Fernandes

    Do que as mulheres precisam pra conceber é sêmen. Posso comprar e reproduzir SOZINHA sem nem conhecer a cara do pai. Vocês conseguem comprar uma barriga e reproduzir sem uma mulher?
    Os homens foram obrigados a se casar? NOSSA! Você conhece algum homem que foi estuprado por uma mulher e ficou com trauma a vida toda? (a não ser q eu enfie um cacete no rabo dele, o que acho que fizeram com você)
    Opressão inexistente? Olha vc e sua esposa aí acima como exemplo.. Quer maior opressão que dois machistas com o rabo coçando rebatendo argumentos com pensamentos machistas? De resto só vou responder o SEJE, que você considera satisfatório..Escreva isso numa redação oficial e veja se a pessoa que vai corrigir considera satisfatório também.
    No mais, desejo felicidades ao casal, você e sua esposa Allan..
    E troca essa foto, porque está ridícula.

  • Priscila Fernandes

    Mais Burro que isso, impossível.

  • Priscila Fernandes

    Com certeza, mas tem gente que não vale a pena..

  • Claudio Fernando Maciel

    Priscila Fernandes, Suellen Moreira e todas as mulheres aqui.
    Nem todos os homens pensam como essa breve amostra do pior lixo da sociedade Brasileira, que, de forma tão clara demonstraram toda sua misoginia e ódio, acreditem.

    Homens assim são o próprio combustível que mantem acesas fornalhas quentes e fétidas como o Islam e quaisquer outros grupos, seitas, panelas e apaziguados que teimam em perpetuar essa miséria que é a mania de se achar melhor que o próximo, seja este outra raça, gênero, ou nacionalidade.

    Sem minha esposa eu não seria absolutamente nada. E acredito que todo machão que adora ser durão deveria admitir isso. Quando já estou com a língua de fora do cansaço do dia, ela ainda está firme, forte e tocando terror com os filhos.

    Acho que é isso que mais apavora esses homens, tão cheios de medo de uma vagina, o simples fato de nunca conseguirem ser tão bons quanto uma mulher. Daí, vemos a nossa sociedade que, apesar de não utilizar mais espadas para comparar o tamanho de seu falo, agora o faz com o tamanho de seu carro, par de braços cheios de bombas, ou com um ego tão hipertrofiado que só cabe seu próprio ego.

    Em nome dos homens que não são como Iago Ismerin e Allan Augusto da Silva Ultimo, fica o sentimento de embaraço e o pedido de desculpas.

  • Claudio Fernando Maciel

    Bom, sou homem. Você fez um comentario machista. Você exala machismo. Cada frase que sai de sua boca ( ou de seus dedos ao teclado nesse caso ) é misógina e preconceituosa.

    Falta muita, mas muita leitura, cultura e cabeça aberta para você sair desse seu mundo imundo e preconceituoso, para você começar a talvez, ser considerado um ser pensante, ou cidadão que faça algo além de roubar oxigênio.

    Homens da sua categoria envergonham os homens que tentam fazer diferente na historia. Cala a boca e vai estudar!!!

  • Claudio Fernando Maciel

    Talvez, no seu mundinho podre, superficial e machista, todas as mulheres que te rodeiam se coloquem como objeto sexual. Os seus exemplos falam por sí só: Pornografia, Futebol, Celebridades, etc….

    Existe um outro mundo, um que você nem sonha que existe, pois sua cabeça tacanha não conseguiria compreender, em que as mulheres não são objectos de usufruto do homem e estão contribuindo para um mundo melhor.

  • allan augusto da slva Último

    Preciso falar que voce é escravo de buceta ou não?
    Você é daqueles que fazem de tudo pra conseguir transar até mesmo virar um simples virus na vida de uma mulher na esperança tola e idiota de uma transa no final do dia ou da semana.
    Onde você trabalha 44h semanais se não mais , por que quando chegar seu dinheiro suado dar todo ele a sua mulher e ficar mendingando 5 reais nos 29 dias restantes.
    Se sou machista por pensar que se mulher quer direitos iguais, basta ela sair do pensamento de que transando com velhos magnatas irá dar a elas uma vida perfeita , sim, sou machista ao extremo .
    Não vou dar nada além do que o necessário para minha mulher pagar as contas e colocar comida na casa, ela vai ter que trabalhar duro , não vou deixar ela ficar em casa coçando a vagina, vai ter que botar comida e ajudar a pagar as contas quando tivermos filhos. E se quiser alguma coisa não será em cima de mim ” ao contrario de voce ” será por mérito dela , por que não vou ficar bancando mulher vagabunda e vadia ” ou ambas coisas “. E se ela for? Problema é dela , irei me separar e ficar com meu Apartamento e meu carro , por que consegui com meu suor e ela não deu 0,1 centavo pra pagar , e tenho isso guardado em um Banco , onde prova que fui o unico responsavel e legitimo dono da minha moradia. Por que já vi mulheres se casando com broxas e se separando e ficando com a casa e deixando o SImples homem batalhador morar na rua , jogando ele que nem verme. ” Isso vale pro caso da gente ter filhos, podemos ter 500 filhos ela não terá direito da minha moradia , pois a casa alem de ser registrada em meu nome , minha mae tem que cede-lá tambem e ela não irá fazer isso”. O maximo que posso fazer é pagar um pensão determinada pela justiça.

    Voce é um burro é daqueles que : Se ver uma mulher mostrando o Pinto do filho numa foto quando criança é normal.
    Agora se ver um homem mostrando a vagina de uma mulher quando pequena é pedofilo,estuprador etc…
    Acorda pra vida , para de pensar que mulheres devem ser tratadas como princesas e devem ser tratadas como seres angelicais , por que elas não são…Se querem direitos iguais devem ter uma vida sofrida igual a nossa. Nós homems batalhamos para ter uma vida boa , por que não é com sexo que que nós iremos conseguir fama,dinheiro e fortuna ” não que eu queira, afinal não gosto de ser notado ” sou apenas um simples homem de que faz valer a frase : DIREITOS IGUAIS. Afinal essa frase para de funcionar quando uma mulher tem um filho ou quando um homem bate nela. Ja vi Homens e homens apanhando de mulheres e pessoas insignificantes que nem voce aplaudirem pensando que ele fez algo errado , agora se fosse ao contrario ele iria para cadeia . “Estudos comprovam que houve mais de 500 mil casos em que homens sofreram agreções fisicas de mulheres no ano de 2011 e 2012 e viu alguma mulher ser presa? Não.

    Comigo é o seguinte: A mulher vai me bater ? Na primeira irei reagir e vou segurar a mão dela. Se na segunda vez ela me dar 1 tapa na cara irei devolver com a mesma força de que eu senti o tapa. Só a vida pode me da um tapa na cara , não uma mulher.

    2 beijos e saia da Matrix

  • allan augusto da slva Último

    Como disse: Escravo de buceta.
    Apenas faço valer a frase : Direitos iguais.
    Se querem direitos iguais do que tanto elas falam… Por que não deixam de fazer sexo com magnatas para conseguir dinheiro e fama?

    Não vou perder meu tempo com esse escravo. Faça o seguinte: Trabalhe duro mais duro mesmo tenha uma casa e um filho e quando ela meter o chifre em voce ou apenas se separar , verá do que estou falando.

    Conheçi um morador de rua , ele tinha casa,carro,emprego e tudo conquistado com o merito dele. ela começou gostar de outro cara e se separou dele , jogando ele na rua junto com a justiça porca onde prioriza as mulheres.

    O que deu? Virou morador de rua, por que não tinha nem mae e pai para ir para a casa deles. Foi pra rua , não consegue mais emprego por mais que ele tenha 15 anos de robotica. Profissional excelente mais acabado por causa de uma mulher e um erro simples dele : Confiar em uma mulher .

    Não que todas sejam assim , mais a unica pessoa onde podemos confiar é nossos país e as vezes nem isso.

    Se acha que isso está certo… Continue lutando pra isso. Por que comigo , nenhuma mulher irá fazer eu perder minha casa e talvez até minha vida profissional pelo simples fato dela conheçer um outro homem. Não vou arriscar foi malz , mais se isso um dia aconteçer quem vai pra rua é ela , pois antes de eu me casar irei ter minha casa registrada somente em meu nome e comprovando que fui o unico que deu dinheiro para sanar as contas.

    OBS: Já fiz isso. Graças a DEUS.

  • NMary Costa

    Feminazista é mesmo uma combinação de feminista com nazista, só pra começar, quem deu legitimidade a essa merda de nazismo foi um HOMEM, por que será néh??? Querendo como sempre ser o “superior”… Feminazista é o caralho, queria que vcs homens machistas nascessem mulheres de preferência lá no Oriente Médio, queria ver se os argumentos iriam mudar, mas pensando bem, acho que não iriam mudar não, vcs iriam adorar serem vítimas de estupro coletivo e alvo de mídia, opiniões e piadinhas machistas, diminutivas e humilhantes. E qual o problema em ser FEMINISTA num mundo totalmente machista em????
    É mais do que justo!!!

    Em relação as imagens cronológicas da humanidade, eu não sei se os animais perceberam, mas logo na primeira imagem a mulher é pega completamente a força pelo humanoide, por que será né???

  • marco mariotto

    Seu blog é maravilhoso. Adorei!

  • marco mariotto

    Tem os desocupados que não tem o que fazer criticando todo mundo.

  • Aline Ribeiro

    As mulheres estavam ocupadas demais fazendo história para seus maridos, filhos e relacionados ganharem toda a fama… Eu sinto em te dizer, amigo, mas tu só está aqui porque alguém fez sexo, e quem te botou no mundo foi uma mulher.

  • Aline Ribeiro

    Pelo menos me diverti com esse comentário… O ponto alto dele foi quando o cara me fala “seje”, tentando dizer que é uma “variação informal”. Tá “serto”! Mesmo por que, o erro é só uma questão de ponto de vista. ;)

  • Aline Ribeiro

    Vê pelo seguinte lado, Suellen… Se as mulheres fazem sexo, felizes elas… Pior alguns mal amados aqui nos comentários que nunca fizeram! kkk

  • Aline Ribeiro

    Com certeza não é com sexo que um homem vai conseguir uma vida próspera – a não ser que seja um gigolô, mas um homem sem sexo é pior que uma mulher na TPM, especialmente pra quem nunca fez, não é mesmo? #ficaadica

  • Aline Ribeiro

    Tu disse que as mulheres só serviam pro sexo… SÓ ISSO! kkk

  • Aline Ribeiro

    Meu anjo, eu sou professora, ralo pra caralho trabalhando E estudando, me sustento, e JAMAIS deixaria um homem mandar em mim ou me sustentar. Há MILHARES de mulheres que fazem o mesmo. Tu ofende todas as trabalhadoras dizendo que somos comparáveis a essas bonecas infláveis animadas.

  • celeno

    Por que as impressões dela sobre o trabalho de Manara ficariam inviabilizadas (ou seriam contrapostas) pelo filme?

  • celeno

    Incrível por quê? Há machismo em tudo. O machismo é um traço da humanidade desde tempos imemoriais e impregna tudo, estando presente em diferentes graus em virtualmente tudo, de mitos e religião à filosofia.

  • celeno

    Reconhecer o machismo não implica considerar-se ou sentir-se inferior. Da mesma forma que reconhecer o preconceito racial ou o preconceito sexual não implica considerar-se ou sentir-se inferior. São apenas fatos históricos e culturais com os quais precisamos lidar em diferentes graus, a depender de nossas condições sócio-econômicas, educacionais e familiares, com alguma influência, claro, de nossa personalidade. Você não pode usar a sua experiência pessoal para negar uma realidade cultural, histórica e social de preconceito. O machismo, como o preconceito de raça, gênero e orientação sexual está diminuindo, mas ainda é realidade aqui e no mundo. Para isso, basta ver como políticos e outras autoridades defendem, por exemplo, a discriminação da mulher no mercado de trabalho em função da fecundidade feminina. É uma característica feminina (exclusivamente feminina) sendo usada como fator negativo no mercado de trabalho, colocando a mulher em clara desvantagem. Quer dizer, a mulher ascende no mundo do trabalho APESAR de ser mulher.

  • celeno

    Provocação de parquinho. Baixa e desnecessária, como todas as provocações de parquinho. É aquela coisa, né? Acuse-a do que você é e saia correndo!

  • celeno

    Não está desculpado. Argumente ou abstenha-se.

  • celeno

    Poderia ter mantido apenas os argumentos coerentes, abstendo-se das provocações de parquinho. Do modo como respondeu, só marcou pontos entre os machistas ignaros, dando mais razão a ela do que talvez fosse sua intenção (e distanciando-se muito de Manara. inclusive).

    Estupro não é sexo. É violência.

    Mas este nem é o ponto aqui. Manara retratou, a seu modo (ou seja, com seu traço e seus vieses – ele tem um padrão feminino bem específico) a violência contida na história da humanidade. Da mesma forma como traições, assassinatos, invasões, genocídios e torturas, o estupro esteve e está presente na nossa história. E isso tudo foi retratado por Manara. O estupro é, ainda hoje, uma importante e não desprezada arma de guerra (usada, inclusive, contra homens, e aí duvido muito que você confundisse isso com sexo). Da mesma forma como ainda hoje o comércio e o tráfico de mulheres está presente entre nós.

    Não sei se Manara usou de ironia nesta série. Eu, pessoalmente, não vejo qualquer ironia.

    Talvez Gabriela não conheça o traço de Manara (que muito admiro, por sinal), mas teu comentário não a ajudará a conhecê-lo.

  • celeno

    Pode ser que não fosse nomeado como estupro, mas estupro é, foi e sempre será estupro, ou seja, sexo sem consentimento, violência abjeta e injustificada do ponto de vista feminino, ainda que não seja reconhecido como violência ou mesmo penalizado pela sociedade. Do ponto de vista masculino entendo que pode ser justificado em vários níveis, inclusive como fonte de prazer, mas em nenhum deles deixa de ser uma violência abjeta do ponto de vista feminino.

  • celeno

    Quanto ao padrão de beleza feminino, todos que conhecem o traço de Manara reconhecem que ele tem um padrão de beleza feminino super definido e invariável, o que, do meu ponto de vista, pelo menos, não diminui a força erótica de sua obra.

  • celeno

    como você.

  • celeno

    ai que bonitinho! tão educadinho! não entendidinho de portuguesinho! que fofinho!

  • celeno

    Sua resposta não tá boa, não, pra você ficar recomendando pra todo mundo.

  • celeno

    Nossa! Nunca li tanta besteira misturada com provocação de parquinho como nesse comentário! Credo!

  • celeno

    Filhote, homossexualidade convive muito bem com perpetuação da espécie quando a sociedade trata mulheres com gado, como faziam os gregos de Atenas (não generalize as tosquices dos machos atenienses para toda as cidades estado gregas). Em Atenas, os machinhos se “casavam” (aspas, pois o que acontecia entre homens e mulheres atenienses está muito longe de ser um casamento) apenas com fins procriativos. A mulher não significava nada para eles para a sociedade ateniense em geral. Os machos tinham relações afetivas apenas com outros machos. Hoje, pelo menos, as mulheres não são obrigadas a ficarem casadas com machos irascíveis e misóginos, como na Atenas antiga.

  • celeno

    Não eram gays. Eles apenas mantinham relacionamentos afetivos com outros homens. De forma alguma eram gays. Imagina!

  • celeno

    Se apenas heterossexuais foram família, apenas heterossexuais destroem família. É uma incoerência lógica atribuir a destruição da família a quem sequer pode formar uma família.

  • celeno

    Quem sempre considerou a mulher um zero à esquerda foram os homens. A história está repleta de documentos forjados por homens mostrando isso muito claramente. A própria história grega, especialmente de Atenas, ilustra isso perfeitamente. Nem adianta a ginástica retórica de tentar atribuir essa construção social dos papéis e das características femininas como negativas e irrelevante para as feministas. As feministas apenas denunciam, questionam e desmontam essa construção absurda.

    As religiões foram apenas braços míticos dessas construções sociais que negativaram e demonizaram os atributos femininos. As religiões foram necessárias para manter as mulheres sob o jugo masculino sem qualquer possibilidade de vida autônoma ou segura.

    As feministas apenas mostraram duas coisas: primeiro, que as mulheres, mesmo com as atribuições referentes aos cuidados das crianças, podem se manter e cuidar de si mesmas e de sua prole, como sempre fizeram, apensar de todas as dificuldades impostas pelos homens ao longo da história humana. E segundo, que o trabalho não remunerado e, por isso, desvalorizado das mulheres é essencial para as sociedades.

    Não existe qualquer visão misândrica. O que existe é o contraponto necessário à misoginia que permeia a história humana desde tempos imemoriais.

    Se você não conhece nada sobre os feminismos, não comente, pois deixa evidente a total ignorância e preconceito a respeito deles.

  • celeno

    Gabriela,

    sei que o post é bem antigo, mas só hoje tive conhecimento dele. As respostas grosseiras dos homens ao seu comentário só ilustram como você está certa em denunciar o machismo que ainda faz parte da nossa cultura. Respostas completamente inapropriadas e MACHISTAS, que tentam, não debater, mas calar você.

    No entanto, gostaria de fazer um contraponto. Manara não equiparou estupro com sexo saudável. Ao contrário. Entendi que ele marcou bem a diferença, tanto que o estupro fica claro na obra. Entendi que ele reconheceu que o estupro sempre esteve presente na história da humanidade e foi (e continua sendo, infelizmente) usado como estratégia de conquista entre povos, como arma de guerra, além de ser usado metaforicamente para manter mulheres na linha. Basta ver como humoristas fazem piada banalizando essa forma de violência e como posts e memes defendendo essa atrocidade são frequentes, além dos grupos fundamentalistas praticando e incentivando o estupro pelo mundo.

    Manara, embora tenha um padrão rígido de aparência feminina, produz trabalhos belos e de grande poder erótico. O problema não está nele, mas na sociedade que nega à mulher seu corpo e sua sexualidade. As mulheres de Manara, quase sempre (não conheço toda a sua obra), são sujeito e não objeto.

    Neste aspecto, os homens que responderam à você se distanciam muito de Manara, como eu disse mais abaixo pra um deles. Eles não querem uma mulher que seja sujeito de sua vida vida, de seu corpo, de suas vontades e de sua sexualidade. Este é, aliás, o grande terror machista.

  • celeno

    Ela ofereceu um contraponto justificado e coerente ao trabalho exposto. Não há qualquer mimimi. Ou melhor, há, o seu, que não admite uma crítica ou opinião que não combine com a sua visão do mundo e da obra retratada.

    Acorde VOCÊ para a vida. Em nenhum momento ela estava falando dela mesma, mas das mulheres enquanto categoria social historicamente controlada e limitada.

  • celeno

    Pelo jeito, desconheces o que é perfeição.

  • celeno

    Argumentum ad hominem e mimimi. Em todos os comentários.

  • celeno

    Das duas uma: ou você apenas acredita que é esquerdista, ou é um exemplo do clássico esquerdomacho.

  • celeno

    Validadora, linda, em pleno século 21? Fala sério! Enquanto as próprias mulheres demonizarem expressões da sexualidade feminina estarão na lama, lutando contra si mesmas. E lembre-se que homem adora uma boa briga entre mulheres. A divisão enfraquece. O homem fará de tudo para manter o sexo e a sexualidade interditos para a mulher, pois isso o beneficia em tudo, já que a própria mulher vira uma aliada que atira as pedras em outras mulheres, enquanto o homem colhe os frutos sossegadamente, consumindo umas e outras. Não pense que você, enquanto mulher, se beneficia também. É pura ilusão.

  • celeno

    Refutar argumentum ad hominem e mimimi? É só isso que tem em todos os seus comentários. Além, é claro, de desconhecimento e preconceito. Refutar qualquer dessas coisas não faz o menor sentido. É pura perda de tempo. Escreva de modo inteligível. Aí, quem sabe, né?

    E mais: o que sabe você sobre as agruras de outrem? Vive na pele delas? Elas falam apenas por si mesmas? Falam por todos os seres humanos? Cada movimento aborda um certo aspecto de nossa sociedade. Todos podem conviver numa boa.

    O único mimizento aqui é você.

  • celeno

    Ué e porque ela não pode se revoltar com cenas de estupro? Só porque a violência sexual é uma constante na história humana ela não pode se revoltar? O que tem a louça a ver com a revolta? Por acaso está sugerindo que atividades atribuídas culturalmente ao feminino podem ser usadas para calar mulheres? Seria você um exemplar contemporâneo típico do macho misógino?

  • celeno

    A mulher não “se colocou” em posição alguma. Basta ver o esforço permanente necessário em termos de mitologias, regras sociais com punições severíssimas, tratados filosóficos, textos religiosos e até a ciência, para justificar e manter a mulher restrita ao espaço doméstico, sem voz e sem direitos.

    Isso sem contar que você, por acaso, está dizendo que as atribuições culturalmente atribuídas ao feminino são depreciativas? É isso mesmo?

    O que se procura superar é a ideia de papéis fixos e únicos para os sexos. Isso é muito diferente e distante de considerar caraterísticas, atributos ou atividades tradicionalmente identificadas como femininas, depreciativas ou menores ou menos importantes. Não são. Homens tornaram atributos femininos negativos. Mas isso deve ser superado. Aliás, já deveria ter sido, por absurdo que é.

  • celeno

    Não acho que ele tenha matado a pau. Ao contrário. O que se depreende do comentário dele é um desprezo por atributos que foram tradicionalmente atribuídos ao feminino. Mulheres sempre foram valentes, pois sempre viveram num mundo em que não tinham voz ou qualquer possibilidade de participação no espaço público. Viver assim, ter que sobreviver num meio em que suas características naturais são usadas para limitar sua existência não é para qualquer um. É preciso muita força e valentia, inclusive para manter um relacionamento e criar seus filhos em meio a uma sociedade que mina suas forças de todas as maneiras.

  • celeno

    Esse é o padrão Manara de beleza feminina. Todas as mulheres de Manara são muito semelhantes, de aparência invariável.

  • celeno

    … e conhece bem a obra de Manara :-P

  • celeno

    Putz… é cada comentário que aparece por aqui!

  • celeno

    E uma pessoa julgando todos por sua própria régua.

    De fato, só crueldade. Ontem, hoje e sempre.

  • celeno

    Só li recalque. E inveja.

  • celeno

    “Mulher concebe todos os seres humanos ?”

    Sim, todos os seres humanos. A reprodução, biologicamente falando, custa quase nada para o homem e é absurdamente custosa para a mulher. O investimento pessoal da mulher em termos físicos, em energia e tempo para a gestação e criação dos filhos é imenso e muito desproporcional em relação ao investimento masculino. A mãe cuida da criança por anos. Muitos anos. Por isso o homem pode morrer ou abandonar a mulher, que os filhos ainda serão cuidados e alimentados e criados. É necessário um gameta masculino, mas não é necessário um homem. Após a fecundação, o homem é completamente descartável, como demonstram todos os filhos criados sem o pai que existem, existiram e existirão pelo mundo.

    As mulheres historicamente (e ainda hoje, em muitos países) sempre foram responsáveis pelo ambiente doméstico, privado, sem qualquer possibilidade de uma atuação na vida pública. E é a vida pública que possibilita inscrever o nome na história. Ou alguém vai celebrar e cantar as mulheres que criaram e alimentaram seus muitos filhos? Não né? As mulheres sempre marcaram a história, ainda que os nomes delas, individualmente, não apareçam nos livros de história.

    Comentário inútil foi o seu, que ainda depreciou as formas femininas de fazer sexo. Qual o problema em chupar um pau? Isso é depreciativo para a mulher? Você, além de misógino, é também misândrico? Acha depreciativo que uma mulher se relacione sexualmente com um homem? Moralista infeliz. É isso que você é. Um frustrado que não tem uma mulher que lhe chupe o pau, por isso criminaliza a sexualidade feminina, usando as expressões dessa sexualidade para xingar e depreciar as mulheres. Deve ser sexualmente incompetente, por isso inveja homens sexualmente competentes enquanto vilaniza as mulheres que se relacionam com eles. Deve ser broxa ou ter pinto pequeno. Ou as duas coisas. Certeza.

  • celeno

    Todo o seu texto é machista. O uso da sexualidade e das formas femininas de fazer sexo para depreciar e atacar mulheres é um atestado inconteste de machismo e misoginia. Além do seu marcado desprezo pelos atributos femininos, considerando que cuidar dos filhos e da família não são atividades dignas. Você não é só machista, é também declaradamente misógino.

  • celeno

    Não ataque a coitada da mãe dele, que não tem culpa do ser infeliz, frustrado e sexualmente incompetente que se tornou o filho.

  • celeno

    “1-Fomos concebidos de uma vagina, e de um saco, morra com isso.”

    Não, filhote, você foi concebido pelo organismo feminino, o único com atributos para a concepção. O organismo masculino produz e libera gametas, mas não concebe. Lide com isso.

  • celeno

    “4-Sempre fomos não, algumas foram, e a essas é merecido o valor dado. Não agregue o valor dessas mulheres DE VALOR ao feminismo cuspido e nojento que você enaltece.”

    Sempre fomos, sim, ou você acha que é fácil viver num mundo em que regras sociais, religião e filosofia trabalharam juntas para minar qualquer possibilidade de autonomia e voz?

    Siga seu próprio conselho: não agregue o valor de homens de valor a todos os homens. Enquanto os homens gozaram de voz pública e, com isso, infernizaram de todas as maneiras a vida feminina, as mulheres estavam fazendo o que podiam e da forma como podiam para sobreviverem e criarem seus filhos APESAR dos homens e do arbítrio masculino em forma de lei.

    As mulheres sempre viveram e vivem APESAR dos homens.

  • celeno

    Deveria ter escolhido o silêncio. Seus argumentos foram péssimos e olha que sua interlocutora não foi realmente muito feliz na argumentação. Mesmo assim, você deixo muito a desejar. Foi quase são sofrível quanto seu colega misógino. Só não coloco você no mesmo patamar de mediocridade do seu colega, porque evitou xingamentos óbvios.

  • celeno

    Pois é. Quem começou com as injúrias foram vocês, aqui neste espaço e na história humana. Toda injúria masculina em relação à mulher e ao feminino está fartamente documentada por documentos históricos. O que ambos fazem aqui é só contribuir com essa tradição.

  • celeno

    Não ataque mulheres ao contrapor argumentos machistas e misóginos. Como assim se essas bestas nascessem mulheres gostariam de ser violentadas? Que argumento absurdo é esse? É um argumento tão misógino quanto dizer que as mulheres não deixaram sua marca no mundo.

  • celeno

    Ô infeliz: as mulheres sempre tiveram e ainda têm o dever de gestar, parir e criar seus filhos, além de cuidar do parceiro masculino, caso ele exista. Se as mulheres são mães, se o grande objetivo de todo ser vivente é deixar descendentes, se o filhote humano é demasiado imaturo, necessitando muitos anos de intenso cuidado e atenção da mãe, você está criminalizando essa tarefa feminina? É isso mesmo? Você está dizendo que ter esse atributo de cuidar e ser responsável por conceber e cuidar de novos seres humanos é um atributo menor, que deve envergonhar as mulheres? É isso mesmo, sua mula? Você vai mesmo criminalizar a sexualidade feminina como os homens sempre fizeram nesse mundo? Pois saiba que o mundo está do jeito que está por exclusiva responsabilidade masculina, afinal sempre foi o homem que teve ação e voz no espaço público. Todas as regras sociais insanas e absurdas saíram das mentes deturpadas masculinas. Talvez se você invejasse menos os homens competentes sexualmente, não fosse tão incompetente.

  • celeno

    Não demonize algo que pode acometer algumas mulheres. Os fenômenos pré menstruais e menstruais sempre foram usados para desprezar e diminuir a mulher. Tanto que muitos sintomas foram forjados e inventados para melhor retirar a razão e a voz femininas. Isso é tão tradicional e comum, que a própria mulher se autodeprecia e automenospreza, num ritual de auto-imolação que só contribui para que não tenha voz no espaço público. Interrompa esse tradição que só atrapalha a mulher.

  • celeno

    Leu e entendeu. Por isso o diagnóstico preciso de absoluta ignorância.

    E não, você já fez da forma mais burra possível. Acho mesmo impossível tornar seu texto mais estúpido.

  • celeno

    Péra… tá reclamando de xingamento?

    E é Xingar, filhote, Xingar, com X, viu?

    E olha só quem fala em emoções… É piada, né? Já xingou as interlocutoras de tudo quanto é modo machista, já ofendeu, já deu vários chiliques, mas que tá “emocionado” são as mulheres.

    Aham… sentá, lá, Cláudio!

    E meu, controla essa inveja do babaca do mr. Catra, que já tá ficando feio, viu?

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk…..

  • celeno

    Filho, primeiro conheça algo sobre os feminismos, suas histórias e suas análises, pra depois dizer que é de doer. É justamente o conhecimento da história, das leis, dos mitos, das filosofias, das religiões, das tradições, das literaturas que dá embasamento às análises feministas. Se você quer criticar alguma ativista em especial, ok, acho legítimo. Mas sair por aí falando de feminismos sem qualquer contexto é babaquice pura, que não se diferencia muito do que faz o tal do allan. A diferença está apenas em que você não usa palavras de baixo calão, de resto, é a mesma ignorância, os mesmo preconceitos e as mesmas falácias.

  • celeno

    Claro, aprendeu com quem não tinha nada pra ensinar. Não à toa escreve tanta merda.

  • celeno

    Os homens não fizeram tudo, Fernanda, fizeram coisas diferentes. O trabalho tipicamente feminino sempre foi o de cuidar, de conceber, de criar filhos e zelar por idosos, como é ainda hoje. Esse trabalho não rende louros históricos, mas é essencial para a sociedade, embora a mulher sempre tenha sido menosprezada por ele. Ainda hoje, esse cuidado e atenção são atributos essencialmente femininos, embora a mulher também participe do mundo público. O que ocorreu foi que as mulheres possuem hoje, os deveres masculinos de prover e os deveres femininos de cuidar, enquanto os homens ficaram liberados dos deveres masculinos de prover (que, de resto, nunca fizeram muito bem) e não querem nem saber do dever feminino de cuidar, que desprezam, por isso desprezam tanto a mulher.

  • celeno

    Se você é incapaz de reconhecer o próprio machismo e misoginia, não culpe as mulheres, mas você mesmo.

    Se os homens não disseram, talvez pensem como você, o que não seria nenhuma novidade.

    Reconhecer o machismo, tanto o seu, quanto o da sociedade, não implica sentir pena de si mesmo. Ao contrário. Entender os mecanismos de opressão é essencial para recuperar a auto-estima atacada diuturnamente pelo machismo e por machistas como você.

    Repito: para de invejar o babaca do mr. catra. Tá feio, já.

  • celeno

    Ele é uma babaca que morre de inveja de um idiota do porte do tal mr. catra. Olha só o nível de indigência mental da figura. Tô quase ficando com dó.

  • celeno

    Meu, quantas vezes você vai publicar o mesmo comentário idiota? Tem vergonha, não? Pensa um pouco na sua mãe, coitada. Tanto sacrifício pra cuidar e alimentar você e aí você cresce e faz isso?

  • celeno

    Se eu não conheço, não pode ser importante. ¡Que rico! Só podia ser homem.

  • celeno

    Ai, filho, ainda reclamando que as mulheres fazem sexo? Vai transar gostoso, vai. Se tivesse chupando uma buceta não tava na net falando merda.

  • celeno

    Gabrielle,

    as mulheres têm TODO o direito de expressar sua sexualidade. Esse cara é só uma babaca. Liga pra ele, não.

  • celeno

    Você está dizendo que homens ricos e de sucesso não podem casar, formar família e ter filhos? Meu, tua inveja está te cegando. Acorda pra vida e vai chupar uma buceta, vai.

  • celeno

    Pois é. Tua mãe te criou sozinha e ainda contou uma história bonitinha pra não deixar teu pai mal na fita, e você ainda vilaniza mulheres desse jeito? Quem fulanizou o debate foi você, xingando suas interlocutoras e dizendo que mulheres não fizeram nada no mundo. O nome da tua mãe, como o nome de muitas mulheres nunca vai estar um livro de história, o que não significa que ela não tenha tido um papel importante no mundo. Se liga, mané!

  • celeno

    Pois você é tudo isso. É misógino, pois despreza mulheres, condena a sexualidade feminina e usa as formas femininas de fazer sexo como argumento depreciativo, para humilhar e diminuir mulheres. Se isso não é uma expressão de ódio…

    É androcêntrico, pois desconsidera experiências femininas em favor do ponte de vista masculino, ao listar as mulheres como inúteis, interesseiras, diabólicas.

    É machista, pois em todo comentário seu fica evidente que se acha muito superior à mulheres.

  • celeno

    Mulheres e homens fazem sexo. Por que você considera isso depreciativo para as mulheres? Mulheres escolhem homens, como homens escolhem mulheres. Por que você considera depreciativo que mulheres escolham seus homens? Por que você se incomoda tanto com a forma como mulheres que você não conhece escolhem seus parceiros?

  • celeno

    Instituto de Pesquisa “As Vozes Me Disseram”. Milênios alimentando as paranoias masculinas em relação ao feminino.

  • celeno

    O que vemos? Vemos mulheres estudando, trabalhando, pesquisando, empreendendo, namorando, criando filhos, cuidando da família, fazendo política, participando de guerras…

    O comentário dele foi ofensivo? Brincadeira, viu! Você não sabe o que é ofensa, só acho…

  • celeno

    Não é você que decide se é ou não machista, mas as ideias que professa e defende. E, levando em conta as coisas que escreveu aqui, não só é machista, como resvala sem pudores na misoginia.

    Também saúdo os homens de verdade, homens que não temem, não odeiam e não demonizam as mulheres e a sexualidade feminina como você faz. Você certamente não é um representante desta categoria de homens, os homens de verdade.

    Só o fato de você usar a sexualidade para atacar mulheres te denuncia como um tremendo de uma machista, irascível, com tendências fortíssimas de se tornar um agressor de mulheres, se já não for um.

    Talvez se você tivesse enchendo o próprio cu com linguiça, estaria menos chiliquento.

    Ela não quer a sua atenção.

    #ficadica moralista hipócrita do caralho. Coitada da sua mãe. Sinto muitíssimo por ela.

  • NMary Costa

    acho que vc ñ entendeu jamais atacarei mulheres já que eu tbm sou uma, quando postei esse comentário estava com raiva de alguns comentários acima e tbm odiei a figurinha por isso eu disse que gostaria que esses machistas nascessem mulheres para serem tratados como as mulheres são tratadas, de preferencia no oriente médio onde muitas sofrem abusos absurdos e critiquei a palavra feminazistas que vi em algum comentário acima, pq essa palavra é a junção de duas ideologias completamente opostas, nazismo e feminismo, enfim não vou ficar te explicando o que eu quis dizer com meu comentário quem entendeu bom quem não entendeu que se dane xau

  • celeno

    Compreendi você, mesmo, de verdade. Sei como são essas figuras de internet que só falam merda. Irritam mesmo! Só considerei bom fazer esse contraponto (num post tão antigo!!) porque percebo que é comum as mulheres feminizarem esses imbecis, o que não muda nem o agente e nem o alvo da violência, percebe? A mulher, quer dizer, o feminino, segue sendo aquele que recebe a violência, até mesmo quando desejamos contrapor isso. Feminizar machistas apenas reforça o fato do feminino ser entendido como pejorativo, como negativo. A violência (real, verbal, moral, social) deve ser denunciada e combatida sem que a gente reforce os estigmas que afetam o feminino. Foi só uma reflexão.

    As mulheres sempre poderão contar com o meu martelo. Estamos no mesmo barco e do mesmo lado.

    Bacana ter respondido.

    Tudo de bom e muita força.

  • Jailton

    Primeiro: mostre onde está o ad hominen, se é que você sabe o que é isso. Escrever modo inteligível? Tenha dó, se tem alguém recorrendo a falácias aqui é você, e essa é só uma delas.

    Seu comentário é do princípio ao fim uma piada, sabe por quê? Entre outros motivos, porque parte do princípio que eu não posso saber nada sobre outrem, pois não sou as próprias. Só aí qualquer estudante de ensino médio quebraria-te ao meio numa discussão.

    Então, não desperdice você o meu tempo, volte aqui se tiver alguma coisa que não falácias e marxismo.

    Passar bem.

  • Jailton

    Primeiro: mostre onde está o ad hominen, se é que você sabe o que é isso. Escrever modo inteligível? Tenha dó, se tem alguém recorrendo a falácias aqui é você, e essa é só uma delas.

    Seu comentário é do princípio ao fim uma piada, sabe por quê? Entre outros motivos, por que parte do princípio que eu não posso saber nada sobre outrem, pois não sou as próprias. Só aí qualquer estudante de ensino médio quebraria-te ao meio numa discussão.

    Então, não desperdice você o meu tempo, volte aqui se tiver alguma coisa que não falácias e marxismo.

    Passar bem.

  • Jailton

    Contraponto justificado? Coerente? Vamos lá:
    “Durante séculos mulheres foram relegadas ao ambiente domestico.”
    Mimimi, vitimismo barato típico do feminismo. Feministas usam esse “argumento” como se a revolução industrial, leis trabalhistas, livre mercado, segurança pública, sistema judiciário, entre outras coisas, existissem desde os primórdios da humanidade. Falam em histórica mas a ignoram solenemente.
    Mulheres tinham no ambiente doméstico suas principais ocupações desde os primórdios da civilização por que era o ambiente mais seguro e mais adequado às suas características biológicas, não era opressão, era preservação, privilégio.
    Quem que ao longo das eras teve que sair pra enfrentar feras, carregar ferramentas e armas pesadas, enfrentar jornadas de trabalho em ambientes hostis e insalubres eram (e são até hoje) os homens. Quem tinha que enfrentar jornadas de trabalho de 16 horas de trabalho nesses lugares eram o “privilegiados” homens. Qualquer um com um mínimo de conhecimento poderia escrever um livro de como homens carregaram sobre seus ombros os maiores fardos da civilização ao longo da história. A opressão sobre os homens sempre foi esmagadoramente maior que sobre as mulheres.
    Ela em nenhum momento falou de si? Então quando falou no “terrível e insuportável fardo” de escolher entre a carreira e ser mãe, ela falava de quem? Das muçulmanas do oriente médio? Das negras da africa subsaariana?

    Se você pretende debater com alguém, seja ao menos coerente no que diz, e pra isso saiba interpretar o que lê.
    E se vai discutir comigo, embase seus argumentos em algo mais que senso comum e discurso politicamente correto, se não quiser passar vergonha como acabou de fazer.

  • celeno

    Não sabes o que é argumentum ad hominem?

    Ô dó!!

    Procura saber. Se fosses educadinho até ensinaria.

    Não voltes ou não respondas se não queres gastar teu tempo, afinal é isso que podes controlar. Do meu tempo, cuido eu.

    No entanto, acaso apareças, faço votos que contribuas com mais argumento e menos esperneio.

    Inté.

  • celeno

    Hum… acho que já li esse comentário por aí.

    Responder novamente, ou não responder novamente, aí está o ponto!

    *pausa dramática*

  • celeno

    Até muito recentemente (revolução industrial), o trabalho era sempre do grupo familiar estendido, já que parentes colaterais viviam juntos. Todos trabalhavam, inclusive crianças, para a manutenção do grupo, principalmente se considerarmos os arranjos sócio-econômicos do ocidente. A mulher trabalhava tanto, ou até mais que o homem, se formos levar em conta os cuidados infantis e o menor tamanho corporal. É assim em agrupamentos indígenas ou de povos não tecnológicos até hoje.

    O homem pôde sair e explorar o mundo porque a mulher cuidava (e cuida) das crianças, garantindo a manutenção dos recursos humanos e das sociedades. É assim até hoje. O homem está sempre despreocupado com sua casa e seus filhos, pois existe a mulher para se preocupar e cuidar de tudo.

    Por conta desse arranjo, muito conveniente para o homem, a mulher sempre foi impedida de ter acesso aos recursos econômicos, inclusive herança de família, se existisse.

    Note que cuidar dos filhos e ser a única responsável integral por eles não é o problema. Ao contrário. É coisa que a mulher faz, sempre fez, sempre fará e sempre quer fazer, afinal são os filhos dela. O problema sempre foi ser impedida de ter acesso aos recursos econômicos.

    Quando o modo de vida se expandiu e o trabalho passou a ser externo, remunerado, em fábricas, o controle sobre a vida feminina se tornou ainda pior e o impedimento do acesso aos recursos econômicos, mais dramático. Agora o fruto do trabalho é um salário, que o homem gasta na rua, sem revertê-lo para a manutenção da família. É por isso que a mulher PRECISA ter tanto acesso ao mundo público quanto o homem, pois é ela que, nos fins das contas, é a única responsável pelos filhos. O homem sempre tem a possibilidade de desartar e faz mesmo isso, como sempre fez.

    A mulher sempre foi mantida restrita ao espaço doméstico. Fazer parte desse espaço é muito diferente de ficar restrita a ele. Confinada a ele, sem chances e oportunidades. A mulher sempre foi mantida afastada da educação e da possibilidade de ter autonomia econômica ou participação política, independente do momento histórico. A opressão não está na divisão de tarefas, mas no impedimento de cuidar da própria vida, na obrigatoriedade da dependência, pois isso fez crescer a violência masculina voltada à mulher, violência da qual ela não tinha comi sair, pois simplesmente era impedida de viver de forma independente.

    Você tem uma visão romanceada e idealizada do passado e da índole masculina. Você, como o outro cara, desconsideram o papel e o trabalho feminino na manutenção das sociedades e na história humana. Você é incapaz de ver a opressão, que pode, sim, ser historicamente compreendida dentro de um contexto, mas que não deixa de ser opressão, especialmente na história ocidental, uma história que envolve poder politico, econômico e educacional, dos quais a mulher foi mantida afastada de forma artificial e arbitrária. Não é possível falar em opressão do masculino sobre o feminino em sociedades coletivistas, como os indígenas brasileiros, por exemplo, mas a história ocidental é a história da opressão de um povo sobre outro, e da opressão do masculino sobre o feminino. O homem usou a maternidade e a fecundidade feminina para justificar essa opressão. Como faz até hoje, quando políticos vêm à público usar a fecundidade feminina para justificar menores salários ou contratos precários. A opressão foi real e de real em diferentes graus em diferentes sociedades. Outras categorias sociais também foram oprimidas e o são, ainda hoje. Falar da condição feminina é falar de um aspecto da sociedade, não de todos eles.

    Quem desconhce e deturpa a história da humanidade e das religiões é você e a ideologia que você professa.

  • Carlos Prado

    Pelo que sei, desconheço um tópico do feminismo que esteja atrelado à realidade. Consigo concordar com a defesa da igualdade perante os sexos e com muitas conquistas femininas. Porém o feminismo pouco tem a ver com isso. Os movimentos feministas gostam de se definir como tudo o que beneficia a mulher, porém uma coisa é o que se é dito e outra é o que é. Os movimentos denominados por feminismo pouco tiveram com importantes conquistas femininas, sendo até contrários aos movimentos que as conseguiram. Os movimentos feministas pouco mais são do que movimentos para zonear a sociedade enquanto totalmente díspar da realidade

  • celeno

    É claro que você não conhece nada sobre a história das mulheres e dos feminismos, pra negar o óbvio. Não há mudança social sem lutas, análises, reivindicações, pressão. O movimento de mulheres não começou ontem e tem, sim, papel fundamental em todos as mudanças conseguidas, mesmo que não levasse o nome feminismo, esse, sim, cunhado há relativamente pouco tempo. Desconsiderar movimentos que precipitam mudanças sociais é comum. Negar a participação social histórica das mulheres, também. Eliminar a mulher dos eventos históricos é coisa que se faz até hoje, vide as autoridades femininas apagadas das imagens dos protestos na França.

  • Jailton

    Que peninha, não achou,né? Já o seu ad hominen é facílimo de demonstrar: – “O único mimizento aqui é você”.
    Fora que certamente essa foi um atitude muito educadinha sua. E ainda quer falar de educação pra alguém… Mais uma piada das suas, pena que foram todas sem graça.
    Sua deficiência interpretativa é impressionante… mas, para que não haja sombra de dúvidas, não tenho interesse algum no que fazes com seu tempo, e nem quem cuida dele.

  • Carlos Prado

    OK, mas o feminismo é um movimento em específico. E este sim não está conectado com a realidade

  • celeno

    HAUHAHAHAUAHAUAHAUAHAUAHAUAHAUAHAHA…

    Você é uma piada, mesmo!!

    Uma piada esperneante, é verdade, mas ainda assim uma piada! Edas boas!

    HAUAHUAHAUAHUAHAHA!

  • Jailton

    Mais ad hominen? De novo? Podias ao menos ter sido original dessa vez.
    Não que eu detenha patente do vocábulo “piada”, mas alguém menos limitado teria pensado noutra coisa.

  • celeno

    Não, filhote, foi um baita de um elogio.

  • Weuller Faria

    Exatamente. Sou misógino. Machista ao extremo. Trato mulheres como objeto e seres inferiores. Dou uns tapas em alguma de vez em quando e trato minhas funcionárias como lixo. Encoxo mulheres no busão e acho que mulher deve ser curvar totalmente à superioridade patriarcal.

  • celeno

    Eu já sabia! As perguntas são retóricas.

  • Weuller Faria

    Eu postei pra provar meu ponto de vista e você não me decepcionou. Confessei no minimo 3 crimes: Assédio moral, assédio sexual e violência física contra a mulher. Nesses 3 casos, bastaria uma denuncia ao Ministério Público pra no mínimo bagunçar minha vida e fazer justiça à supostas vítimas (todas mulheres). Você depois de bostear em dezenas de comentários aqui, pagando de feminista, de ativista no mínimo deveria ter procedido em busca de justiça. Meu perfil é público, meu nome e fotos são reais e facilmente seria identificado. Você se limitou à dar aquela bosteada previsível. O que prova o seguinte: ativismo seja pra qual for o objetivo, sem ação, somente a velha verborrágica pré decorada, não serve pra bosta nenhuma. Não suscita discussão e nem gera resultados. Aliás, gera sim: o aumento de resistência à causa que você supostamente defende. Irrita mas não resolve e ainda atrapalha o trampo de quem milita de forma séria e eficaz. Reforço que mais útil, seria voltar e dar conta da louça.

  • Weuller Faria

    Em tempo: Fui criado essencialmente por mulheres, com um pai ausente. Me considero um excelente marido, um bom filho, um bom amigo e de maneira alguma sou machista. Nada do que postei na primeira resposta é real. Foi só aquela cutucada básica. Abraços.

  • Line Paz

    Tchê, eu sou mulher… (é a Aline :P) e sei mais do que ninguém os efeitos da tpm. Inclusive mais que tu! :P Eu queria interromper a TPM, que é um saco… Nem eu mesma me aguento nesses dias. Não seja tão mimizento, eu só estava fazendo um comparativo! A TPM existe, e eu sinto isso a cada maldito mês!

  • Carlos Prado

    Que histórias, mitos e tradições que ninguém sabe. Mas o feminismo inventa o que quiser para se basear e ninguém tem nada a ver com isso.

  • celeno

    Sei que é mulher, por isso escrevi. Mulher usando características femininas como defeitos é pior que homens que fazem isso. Os sintomas pré-menstruais não podem ser entendidos como algo que torne uma mulher ruim, pior. Eles são apenas sintomas físicos de um corpo que se prepara todos os meses para a gestação. Devem ser entendidos como naturais e pararem de ser demonizados e usados para desqualificar mulheres. Inclusive, a mulher deve deixar de fazer isso. Já reparou? Qualquer coisa que as pessoas criticam no comportamento de uma mulher e ela logo se sai com essa de TPM. Isso é um baita tiro no pé, que desacredita e tira toda a força feminina.

    O corpo feminino é entendido como um corpo “errado”, que “funciona mal”, que tem “defeitos”, há muito tempo. Isso precisa ser superado. Irritação e mau humor não são sintomas pré-menstruais. São reações humanas a questões cotidianas. Homens ficam irritados e mau-humorados sem que seu corpo masculino seja demonizado no processo, o que torna as reações legítimas e compreensíveis. Enquanto isso, qualquer reação feminina de desagrado, irritação e mau-humor, é desprezada e minimizada como TPM. Não à toa, costuma-se dizer que a TPM é aquilo que faz a mulher agir por alguns dias como o homem age todos os dias.

    Dizer que nem você se aguenta nesses dias é repetir o que lhe foi ensinado: que há dias no mês em que você, mulher, é insuportável. É simplesmente aceitar que existe algo em você que é, essencialmente, errado. E como as pessoas não têm como saber quando uma mulher está para ficar menstruada, qualquer coisa que ela faça e que desagrade os outros é colocada na conta desta onipresente TPM. O corpo deve ser compreendido, não demonizado.

    A tal TPM sempre foi (e continuará sendo, se as próprias mulheres não começarem a questionar isso) usada para desqualificar mulheres, colocando ações e reações femininas na conta da insanidade. As próprias mulheres aceitam e repetem tal absurdo. Tanto que outro dia, uma empresária, mulher, estava dizendo que não contrata mulheres porque “mulheres menstruam”. Isso, em pleno século XXI.

  • celeno

    O feminismo analisa a história inteira da humanidade, com todas as tradições, mitologias e regras sociais desenvolvidas ao longo do tempo. Não é necessário inventar coisa alguma para se basear. O material de estudo e análise são documentos históricos consagrados e usados normalmente para análises históricas, sociológicas e antropológicas.

    E essa história de que mulher não trabalha, além de lenda urbana, é lenda urbana disseminada por homens. Os feminismos nunca disseram qualquer coisa semelhante a isso, por ser uma mentira absoluta. O que mulheres nunca tiveram ao longo da história humana e que conquistaram muito recentemente, e que ainda está em fase de consolidação, foi a possibilidade de autonomia política e econômica.

  • celeno

    Feminismo é um movimento de mulheres. É essa a sua especificidade.

    Feminismo é um termo bastante amplo, que inclui diversos movimentos, correntes, teorias, filosofias e análises políticas.

    Todo ele está conectado com a realidade, de diferentes formas e por diferentes vieses.

    O que você parece (veja bem, parece) querer criticar é algum aspecto meio difuso da militância feminista (também bastante diversificada) ou a fala/escrito de alguém que se identifica ou pode ser identificada como feminista. Notei também que costuma atribuir aos feminismos, falas e ideias que detratores dos feminismos têm dos feminismos. Quer dizer, você critica o que detratores dizem que os feminismos dizem.

    Sendo assim, sugiro, além que se informe melhor a respeito dos feminismos, que seja claro e específico na crítica, do contrário, o que diz é apenas um amontoado de lugares comuns e estereotipados e, como tal, falsos e preconceituosos.

    Reconhecer que a mulher é partícipe legítimo tanto da esfera doméstica, quanto da esfera pública é, grosso modo, ser feminista, ainda que não se nomeie assim, pois antifeministas defendem a limitação da existência feminina à esfera doméstica.

    Muitas mulheres, hoje e sempre, têm e tiveram posturas feministas ainda que não existisse o termo ou a mulher não o conhecesse.

  • celeno

    É claro que foi criado essencialmente por mulheres, com pai ausente. Isso não é exceção. É regra. Sempre foi. Em qualquer tempo histórico. Mas mesmo assim, são as mulheres os seres sem coração.

    Ser criado essencialmente por mulheres não impediu você (e não impede qualquer homem) de usar uma tarefa tipicamente feminina para calar uma mulher que diz/escreve algo com o qual você não concorda. São os atributos ou atribuições femininos usados para desqualificar opiniões de mulheres ou calar mulheres. Como sempre, desde tempos imemoriais.

    Quem pode dizer se você é bom marido, bom filho ou bom amigo são, respectivamente, sua esposa, sua mãe e seus amigos.

  • celeno

    Pode se enganar à vontade com essa de que “provou seu ponto”, se isto é importante pra manutenção da sua auto-estima. Acreditar que saiu por cima é a mais egóica necessidade masculina. Você esperava uma certa resposta e como ela não aconteceu, se sai com essa. Tranquilo. Esperado. Homem não falha nunca, pelo menos nisso, kkkkkkkkkkkkk.

    Comentei da mesma forma que outros comentam. Não há nada de diferente no que fiz (e faço) do que outras pessoas fizeram e fazem o tempo todo: emitir opiniões ou impressões sobre posts e/ou comentários. O mesmo direito que todos temos de manifestar uma opinião e participar de fóruns.

    Mas interessante mesmo foi ter se apegado apenas a última das questões, a única que daria ensejo ao show de horrores que encena. Ah! Esse ego gigantesco…

    Não sou ativista de coisa alguma e de minhas ações nada sabe. Ministério algum aceitaria denúncia tão frouxamente amparada e o fato de você brincar com isso só demonstra o total descaso com vítimas reais, que têm dificuldade reais de acionar a justiça por conta de toda uma cultura que criminaliza condutas femininas.

    Se o que foi dito não suscita discussão talvez seja por absoluta falta de interlocutor. A sua resposta preconceituosa e estereotipada a um comentário também preconceituoso e estereotipado já indicavam nenhuma disposição para o diálogo. Como dialogar com um homem que não aceita a revolta de uma mulher com a violência? E que para calá-la usa uma tarefa tipicamente feminina? Notando que se a revolta dela fosse em relação aos infinitos conflitos sangrentos entre povos, você não a teria calado com a história da louça, mas provavelmente concordado com a revolta.

    Não são as minhas ações que aumentam a resistência ao que você acha que eu defendo. São as suas ações que, ao se irritar, se sai novamente usando uma tarefa tipicamente feminina para calar o interlocutor.

    Quem acabou provando um ponto aqui fui eu.

  • celeno

    “R: Não toquei no assunto religião em momento algum. Passando vergonha, de novo.”

    Leia melhor. Não disse em nenhum momento que você tocou no assunto religião. Tão preocupado com a vergonha alheia que não presta atenção nos próprios micos.

    “R: O ardil feminista é expor a dureza da vida da mulher e retratar a vida do homem como se todos fossem nobres e burgueses endinheirados.”

    Você romantiza e idealiza a vida de homens, enquanto simplifica a vida de mulheres e crianças. Quem trata mulheres como se fossem nobres/burguesas endinheiradas é você. A vida de todo mundo era e é dura e as mulheres não ficavam e não ficam “protegidas” em casa. Elas tinham e têm atribuições na esfera doméstica, sim, o que está longe de dizer que estavam “protegidas” no lar. Elas ficavam e ficam no lar porque este sempre foi o único lugar permitido à mulher. Enquanto o parceiro masculino estava fora, o que era regra, toda a subsistência e defesa da família ficava a cargo dela. O enfrentamento de inimigos e feras acontece também na aldeia, onde a vida não é este mar de rosas que você quer fazer crer.

    Feministas não expõe a dureza da vida feminina em detrimento da vida masculina. Feministas penas revelam que a vida feminina não foi esse passeio que homens como você e Creveld acham. Feministas apenas recolocam a mulher na história, como sujeito histórico, coisa que foi sempre negada ao feminino.

    Sobre a dureza da vida masculina ao longo dos séculos, o registro histórico está repleto. É só o que aparece: as agruras e as dificuldades da vida masculina. Você e Creveld não têm do que se queixar, pois a história oficial de todos os povos é a história masculina, do ponto de vista masculino.

    Não entendo porque se incomodam tanto com o fato das mulheres serem mencionadas como sujeitos históricos também, submetidas a outras pressões, outros problemas, outras agruras, outros desafios, mas seres históricos também. Não entendo a necessidade masculina de apagar a mulher da história. O problema é que você despreza o feminino e acredita que eu e as feministas fazemos o mesmo com o masculino. Não há qualquer menosprezo, qualquer desprezo, o que ocorre é que no discurso feminista, o personagem principal é a mulher. Só isso. E isso não desmerece ou diminui o homem como você faz crer. Observe que no meu comentário eu não minimizei nada em relação aos problemas que afetam homens. O que eu fiz foi apenas tratar da mulher, falar do ponto de vista da mulher, o que deixou você absolutamente indignado. Qual o motivo da indignação? O fato de, em um comentário, o foco estar na mulher e não no homem?

  • celeno

    “R: Mais senso comum e vitimismo. O homem pôde sair e explorar o mundo…”

    Por que dizer que o homem pode sair e explorar o mundo porque a mulher está na casa cuidando da sobrevivência e da manutenção da família é vitimismo? Isso é fato, é realidade. Se o homem tivesse que cuidar da casa, dos filhos e dos idosos da família como a mulher tem que fazer, ele simplesmente não poderia sair de casa para explorar o mundo. Isso é um fato!! Por que dizer isso implica ignorar as agruras dessa exploração? Onde tá escrito que o homem não enfrenta problemas nessa exploração? Nada dito pode sre inferido do meu comentário. É só o seu desprezo pelo feminino que lhe permite pensar assim. Basta falar do ponto de vista feminino para você se sentir atacado e vilipendiado na sua masculinidade. O vitimista é você e quem passa vergonha aqui é você.

    Quem fica em casa também enfrenta fome, sede, pestes, guerras, animais selvagens, tormentas, e outras coisas divertidas de pertencer a um mundo cheio de superstições e lendas. Ou você acha que tudo isso só acontece com homens?

    Note que não estou falando que homens são egoístas ou não deviam explorar o mundo. Quem diz isso é você. Eu apenas coloquei a perspectiva da mulher nessa história. O fato da mulher não poder viver de forma autônoma e independente, não poder participar da vida pública, não poder ter propriedades, impunha obstáculos complicados para aquelas que eram abandonadas ou que ficavam viúvas.

    Não sei se sentiam saudades ou tinham amor. A gente sabe que amor é uma invenção moderna e que, mesmo hoje, homens que abandonam a família são muito comuns. Aposto que você tem, na família próxima, pelo menos um exemplo de homem que abandonou e nunca mais deu as caras, nem para ver os filhos.

    Falar sobre a perspectiva feminina é misandria? Falar sobre as dificuldades que as mulheres enfrentaram em sociedades patriarcais é misandria? Por quê?

    Não preciso ficar legal na foto com ninguém. Não preciso desprezar mulheres e suas histórias.

    R: (…) não sei se teus professores marxistas te ensinaram nas aulinhas de história, mas já nos anos de 1900 as mulheres trabalhavam fora de casa, onde seu suas aptidões fossem adequadas.

    Mas é o que falo sempre: as mulheres SEMPRE trabalharam. Fora e em casa. E trabalharam muito, em trabalhos diferentes, mas trabalharam muito.

    E cara, de boa, professor marxista é lenda urbana. Todo mundo diz que existe, mas ninguém nunca viu.

    Os homens trabalhadores não são opressores. Eles são oprimidos como são todos os trabalhadores que precisam vender sua força de trabalho por valores que são muitas vezes inferiores ao que seria justo. Usar trabalhadores para este assunto é de uma desonestidade imensa.

    Homens trabalham em áreas que são mais arriscadas, justamente porque podem fazê-lo, pois as famílias estarão protegidas e cuidadas pela mulher, inclusive se algo acontecer com o trabalhador. Além disso, são áreas que remuneram bem melhor do que os trabalhos tipicamente femininos.

    Poucos trabalhos são de fato divertidos. A maioria é perigosa e/ou maçante. As estatísticas de acidentes de trabalho apenas mostram o óbvio: acidentes ocorrem com mais frequência em trabalhos perigosos. Homens fazem mais trabalhos perigosos porque são os partícipes da esfera pública por excelência, porque podem ficar fora de casa por mais tempo e porque a família está cuidada pela mulher.

    Existem programas nacionais e mundiais de combate aos acidentes de trabalho.

    Isso não muda a realidade entre o feminino e o masculino. A opressão de que trata o feminismo é na ordem do feminino e do masculino, enquanto categorias sociais, não entre indivíduos. Usar a exploração do trabalhador para questionar as relações entre o feminino e o masculino é, repito, desonestidade.

  • celeno

    R: Esse seu argumento é tão bom, mas tão bom que eu vou usar essa retórica de modo inverso…

    O que eu disse não é um argumento, é a realidade, é um fato. E eu expliquei muito bem e repito pra ver se você entende: fazer parte da esfera doméstica é diferente de ficar confinada a ela. É só este o ponto.

    Tudo o que as mulheres ao longo da história sempre questionaram (muito antes disso ser nomeado de feminismo), foi esse confinamento. Essa restrição, que impediu mulheres de realizarem sonhos e anseios.

    O homem se mantém fora do ambiente doméstico. Poucos curtem a casa, o lar, a esposa e os filhos. Aqueles que curtem, fazem isso. Eles voltam para casa. Aqueles que não curtem (e arrisco dizer que são a maioria), ficam demonizando a mulher e os filhos por tudo, enquanto passam a maior parte do tempo, fora de casa. Saem do trabalho e não vão pra casa, mas ficam zanzando na rua, numa vida paralela. E podem fazer isso, pois tem a mulher em casa para cuidar de tudo e garantir a sobrevivência dos filhos.

    O irônico é que o feminismo questiona os papéis fixos de gênero justamente para possibilitar ao homem que assuma seu lugar na família e nos cuidados com os filhos sem que ele seja acusado de ser menos homem por gostar de um tema eminentemente feminino. A grande questão é justamente a entrada do homem na esfera doméstica, já que, mesmo com muita dificuldade, a mulher já consegue participar da esfera pública. Mas, para os detratores ignorantes do feminismo, como você, um dito machista e patriarcal como “homens são seres sem sentimentos” é colocado na conta do feminismo.

    Seus problemas devem ser postos na conta do machismo e do patriarcado. O que o feminismo faz é justamente questionar esses padrões. Você briga e ofende feministas quando deveria estar brigando e ofendendo os defensores da ideologia que pôs o mundo nesse compasso.

  • Jailton

    “Não disse em nenhum momento que você tocou no assunto religião.”

    R: Deixe-me ver: eu, segundo você diz, deturpo a história e a religião, mas faço isso sem ter tocado no assunto religião em momento algum. #Taserto. A lógica manda lembranças.

    “Você romantiza e idealiza a vida de homens, enquanto simplifica a vida de mulheres e crianças.”

    R: “Todo mundo sabe que a vida era dura na antiguidade, para todos os pobres mortais.” – A lógica manda lembranças novamente. Sabe o significado da palavra “todos”?

    “Feministas não expõe a dureza da vida feminina em detrimento da vida masculina. Feministas apenas revelam que a vida feminina não foi esse passeio que homens como você e Creveld acham”

    R: Não camarada, feminista retiram fatos do contexto histórico para vitimizar a mulher e demonizar o homem, criando discurso de ódio como os seus, que deu claras mostras de misandria. Duelo de classes, mulheres x homens, ardil revolucionário marxista à la Escola de Frankfurt. Por cinismo ou inocência, sua retórica pode convencer aos incautos, mas não a mim.
    Aliás, se tem uma coisa com que as feministas pouco se importam é com o bem estar da mulher. O que interessa pra elas é “a causa”. Você, feministo mlitante que é, certamente conhece Simone Beauvoir. Então vejamos o que ela disse:
    -“Nenhuma mulher deve ser autorizada a ficar em casa e criar os filhos. A sociedade deve ser totalmente diferente. As mulheres não devem ter essa escolha, precisamente porque se existe uma escolha, muitas mulheres vão fazer isso.”
    Precisa dizer mais alguma coisa?

    “Sobre a dureza da vida masculina ao longo dos séculos, o registro histórico está repleto… Não entendo porque se incomodam tanto com o fato das mulheres serem mencionadas como sujeitos históricos também, submetidas a outras pressões, outros problemas, outras agruras, outros desafios, mas seres históricos também”

    R: Esta repleto, mas após anos e anos de doutrinação nos meios acadêmicos, é solenemente ignorada. Você diz não entender algo, mas é pelo simples fato que não é isso que está sendo dito. Creveld não negou o papel histórico de quem quer que seja. O que ele argumenta é que se houve (e ainda há) um gênero que é oprimido e explorado em detrimento do bem estar do outro, esse é o HOMEM.

    Ninguém disse que a vida da mulher é um conto de fadas, você recorre a falácias interpretativas como essa o tempo inteiro, é o mesmo golpe baixo que se repete em todas as discussões com esquerdistas, impressionante! Em vários momentos eu disse que a vida tem e sempre teve dificuldades para todos. Eu não vou ficar aqui parafraseando a mim mesmo o tempo todo para desmascarar sua desonestidade intelectual.

    “Observe que no meu comentário eu não minimizei nada em relação aos problemas que afetam homens… Qual o motivo da indignação?”

    R: Cara, como você é cínico… Vamos relembrar as coisas lindas que você disse à respeito do sexo masculino:
    “O homem sempre tem a possibilidade de desartar e faz mesmo isso, como sempre fez.”
    “O homem está sempre despreocupado com sua casa e seus filhos”
    “Agora o fruto do trabalho é um salário, que o homem gasta na rua, sem revertê-lo para a manutenção da família”
    “O homem usou a maternidade e a fecundidade feminina para justificar essa opressão.”

    E ainda vem me perguntar qual o motivo da indignação? Tirando sua misandria, nenhum!
    Não, camarada, eu não tenho visão romanceada coisíssima nenhuma, você que é marxista demais.
    A vida do homem é, e sempre foi mais dura que a da mulher, não brigue com a história, com as estatísticas, com o cotidiano à sua volta. Revoltante é ver como homens que carregaram enormes fardos sobre os ombros ao longo da história serem demonizados covardemente como você faz.
    Pense em qualquer problema que uma mulher possa enfrentar, sempre haverá um equivalente ou pior e em maior número para os homens. Essa é a realidade que feminista nenhuma reconhece. O feminismo é um movimento de ódio, como suas palavras deixaram claro aqui.

  • Sudário

    Caraca, quase ninguém nesses comentários aprendeu alguma coisa com essas ilustrações!